GSA10: Guerreiros Sem Armas 2017: uma visão de futuro

14/07/2017 | Ricardo Oliveros | Blog | Tags: Tags:,

“Qual futuro que queremos? Pense em algo muito precioso. Este é um excelente indicativo de onde podemos chegar. Neste momento da história  onde tudo está ruindo, devemos estar abert@s para tudo aquilo que se rejeitou no passado. Xamãs, capoeira, conhecimentos populares… Essas coisas que dizemos ser ‘coisas antigas’, digo que o mundo precisa destes conhecimentos, porque se vamos depender somente do que a ciência, a razão e a  tecnologia produziram, olha em que ponto chegamos”.  Charles Eisenstein

logo Gsa 2017

Os Guerreiros Sem Armas são aqueles que disseram sim para a jornada de fazer acontecer o mundo que todos sonhamos. Juntos, cultivamos a Filosofia Elos e as qualidades dos elementos terra, água, fogo, ar e nhanderekó para realizar o Jogo Oasis, que impulsiona o desenvolvimento pessoal e comunitário de uma forma onde geralmente se vê escassez, nós buscamos a abundância para realizar sonhos coletivos.

Nesta edição comemorativa de 10 edições do programa, queremos aprofundar nossa compreensão sobre as visões do mundo que todos sonhamos. Quais são as narrativas que podem nos orientar para um futuro desejável? Quais são as histórias que dão sentido à nossa jornada?

Na busca de uma visão de futuro, consideramos a sabedoria de povos indígenas e tradicionais, comunidades espirituais, intelectuais, cientistas de diversas áreas do conhecimento, artistas, lideranças comunitárias, e o que emerge autenticamente de nossos corações.

Algo fundamental para nossa atuação global é o profundo sentido de comunidade como resposta a maioria das grandes crises na vida hoje. Sabemos que isto não é uma resposta nova. Aliás, é preciso relembrar esta essência que está dentro de nós mesmos, desde sempre.

Esta jornada do Guerreir@ Sem Armas é um caminho de (re)descobertas de quem somos enquanto indivíduos e comunidade. Um convite para agir sobre o que é urgente e necessário fazer já.

LogosParceirosHorizontal