Guerreiros Sem Armas – assista os novos vídeos no blog!

18/09/2014 | Val | Blog | Tags: Tags:, , ,

* Por Val Rocha Tenho uma relação visceral com os vídeos do Guerreiros Sem Armas. Desde 2009 eles são motivo para muita ansiedade e noites não dormidas antes da aprovação final. Depois que estão prontos, assisto com tranquilidade e posso dizer que todos, sem exceção, me emocionam até hoje. E não sou só eu: as outras pessoas da equipe e todos os envolvidos na produção do vídeo vivem esta montanha russa de emoções, sem falar nos participantes do programa que ficam sempre muito ansiosos para ver o resultado da experiência na telinta ou na telona. Este ano não foi diferente, depois de muito trabalho temos vídeos lindos e pela primeira vez disponibilizados em uma só versão no youtube com a opção de assistir com ou sem legenda nos idiomas português, inglês ou espanhol. Através do olhar de Eliza Capai e Patrick Vanier me encanto ao redescobrir como o programa que é para muitos, e que já acolheu mais de quatrocentos jovens, guarda espaço para as histórias únicas. Para mim o Guerreiros Sem Armas tem tudo a ver com abrir espaço no presente para um mundo utópico que, por todas as tendências e notícias de jornal, só poderia existir em algum lugar de um futuro distante. Eliza me mostra claramente que o programa consegue realizar o impossível: o melhor mundo existe aqui e agora, não sem esforço e muito trabalho. O esforço maior, que reconheço nestas histórias tem a ver com sair da zona de conforto e mover-se em direção a algo que é verdadeiro.  Me reconheço na história de Biz, que encontrou no programa uma forma de aprendizagem que lhe permite conectar-se mais e mais consigo e com o mundo: o aprender como uma forma de experimentar que alimenta e é alimentado pela experiência viva. Na segunda história eu me emociono com a capacidade empática de Conchi, que constrói pontes com as pessoas com a mesma naturalidade com que busca respostas para sua pergunta orientadora – Como viver em comunidade? Me delicia ir aprendendo com ela – que revela de forma generosa – a sua forma, o seu segredo de construir Afeto e conectar-se de forma empática com o outro. Talvez seja um pouco perverso, mas é também uma provocação em tempos de tanta urgência e rapidez ir revelando estas histórias a cada sete dias, pois é assim que estes vídeos serão publicados: um a cada semana. Tem um gostinho dos tempos em que a única forma de receber notícia boa era esperando o carteiro. E eu preciso confessar: essa espera, esse ritmo, esse demorar-se em saborear um boa história, tem um charme que me conquista 🙂 Para ver aos vídeos com legenda, assista no youtube, é só clicar na janela.