Elos participa da série de TV Quem Se Importa

22/03/2017 | Ricardo Oliveros | Comunidade Elos, Linha do Tempo Elos, Responsabilidade Social | Tags: Tags:, , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

A série de TV Quem se Importa apresenta o trabalho de empreendedores sociais brasileiros que, por meio de suas ideias criativas, têm contribuído para melhorar a vida de pessoas e comunidades. Com estreia marcada para a sexta-feira, 24 de março, às 20 horas, a série de 13 programas de meia-hora irá ao ar semanalmente, no Canal CURTA!. A direção e o roteiro são assinados pela cineasta Mara Mourão (Doutores da Alegria – O Filme). A narração é de Wellington Nogueira (ator e palhaço, fundador do projeto Doutores da Alegria), com produção da Grifa Filmes e Mamo Filmes, produção executiva de Fernando Dias e Mauricio Dias e produção de Tatiana Battaglia Dias. O programa sobre o Elos vai ao ar, 9 de junho, exatamente um mês antes da 10ª. edição do Guerreiros Sem Armas.

mara mourão

A diretora Mara Mourão com Natasha Mendes, Mariana Gauche e Rodrigo Rubido na gravação da série de TV Quem se importa

Os programas da série Quem se Importa são focados em pessoas que buscam e encontram soluções em cidades das região Sudeste e Nordeste do Brasil. Cada episódio retrata o sucesso de um empreendedor social que criou uma organização inovadora capaz mudar o ambiente ao seu redor. Por meio de impactos sociais relevantes e positivos, as idéias destes personagens inspiraram políticas públicas para um mundo sustentável, mais justo e melhor. Os programas mostram o impacto das ações deles, os obstáculos que enfrentam, a felicidade com os resultados e a gratificação interior.

Participam da série: André Cervi, Alice Freitas,  Auro Danny Lescher, Bruno Tataten, Claudio Miranda, Claudio Sassaki, Daniel Morais Assunção, Eduardo Bomtempo, Eduardo Lyra, Graziela Bedoian, Karen Worcman, Lilian do Prado Silva, Luciana Chinaglia Quintão, Mariana Gauche, Mundano, Natasha Mendes, Pedro Paulo Diniz, Rachel Schettino, Roberto Kikawa, Rodrigo Alonso e Rosane Rosa.

Em comum, os projetos trabalham com iniciativas que ajudam a melhorar a qualidade de vida de jovens e adultos das áreas mais carentes. O objetivo é colaborar com todos que buscam desenvolver seu potencial, oferecendo conhecimento para capacitação profissional, cuidados com a saúde e até alimentos para os mais necessitados. Os projetos ensinam o respeito à diversidade cultural, humana e ambiental e buscam sensibilizar a sociedade com exemplos do que é possível fazer para ajudar.

“A produção vasculha o Brasil em busca de pessoas que oferecem soluções simples para as mais graves questões que nos afetam profundamente”, afirma o produtor executivo Fernando Dias. “Esta série documental vai mostrar como os transformadores podem estar na área da educação, da saúde, do meio ambiente, dos direitos humanos, da economia, em qualquer campo. O filme transmite a mensagem de que todos nós podemos mudar o mundo, não importa em que setor estejamos, seja ele privado, governamental ou social. Qualquer pessoa pode fazer a diferença”, completa a diretora Mara Mourão.

Conheça os personagens e projetos dos episódios: 

1- Pedro Paulo Diniz- Fazenda da Toca – Itirapina SP
Sexta-feira, 24 de março, às 20 horas, no Canal CURTA!

 Em 2008, o empresário e ex-piloto de Fórmula 1 Pedro Paulo Diniz assumiu a administração da Fazenda da Toca. Ele então começou uma busca por um projeto para realizar no local, levando em consideração os três pilares da sustentabilidade (ambiental, social e econômico). Seus objetivos eram resgatar a biodiversidade em vez de gerar degradação e gerar benefícios para todos os envolvidos: meio ambiente, funcionários, clientes e fornecedores.

 

2-Alice Freitas, Rachel Schettino e Rosane Rosa – Rede Asta – Rio de Janeiro (RJ)

Sexta-feira, 31 de março, às 20 horas

A REDE ASTA é um negócio social que tem a missão de ajudar a diminuir a desigualdade social brasileira. A entidade leva a consumidores produtos para casa e moda feitos à mão por grupos de artesãos de regiões de baixa renda em 10 estados brasileiros.

3-Luciana Chinaglia Quintão- Banco de Alimentos – São Paulo (SP)

Sexta-feira, 7 de abril, às 20 horas

 O trabalho do Banco de Alimentos é fazer com que cada vez mais pessoas tenham acesso a alimentos de qualidade e em quantidade suficiente para uma alimentação saudável. A ONG fornece alimentos por meio do combate ao desperdício; promove ações educativas e expande suas ações e conhecimentos para onde existe o problema concreto da fome.

4-Lilian do Prado Silva- Acreditar – Glória do Goitá (PE)

Sexta-feira, 14 de abril, às 20 horas

A Acreditar é uma organização de microcrédito gerida e focada em jovens de regiões rurais pobres que não encontram fontes de geração de renda. A iniciativa os apóia a empreender seus próprios negócios segundo o modelo de desenvolvimento local sustentável.

5-Eduardo Lyra – Instituto Gerando Falcões – São Paulo (SP)

Sexta-feira, 21 de abril, às 20 horas

 O Instituto Gerando Falcões foi criado pelo empreendedor social Eduardo Lyra. Sediada em Poá, a organização promove a paz em diversas periferias, favelas e presídios, atuando em três frentes- esporte, arte e música- como busca de oportunidade e renda.

6-Karen Worcman- Museu da Pessoa – São Paulo (SP)

Sexta-feira, 28 de abril, às 20 horas

A partir de sua experiência com a obtenção de histórias orais de sobreviventes do holocausto, Karen Worcman criou o Museu da Pessoa para dar às pessoas a capacidade de registrar não apenas sua própria história, mas também tornar a criação da história uma estratégia para mudança social.

7-Mundano – Pimp my Carroça – São Paulo (SP)

Sexta-feira, 5 de maio, às 20 horas

 O grafiteiro Mundano criou o Pimp My Carroça, um movimento que luta para tirar os catadores de materiais recicláveis da invisibilidade, promover a sua auto-estima e sensibilizar a sociedade para a causa em questão. A iniciativa utiliza ações criativas que empregam o grafite para conscientizar, engajar e transformar.

8-Auro Danny Lescher e Graziela Bedoian – Projeto Quixote – São Paulo (SP)

Sexta-feira, 12 de maio, às 20 horas

O Projeto Quixote oferece alternativas a crianças e jovens de rua com avançada dependência de drogas. A entidade proporciona que abandonem o vício sem necessidade de intervenção psicoterápica ou medicamentosa, a partir de novas relações afetivas e sociais delas com suas famílias, educadores, profissionais de saúde e a comunidade.

9-Claudio Sassaki e Eduardo Bomtempo- Geekie – São Paulo (SP)

Sexta-feira, 19 de maio, às 20 horas

 A Geekie desenvolve plataformas de ensino adaptativo a partir de tecnologias inovadoras. Com esta plataforma é possível ensinar respeitando os interesses e habilidades de cada um e aprender de forma eficiente e divertida.

10-Daniel Morais Assunção, Bruno Tataten e André Cervi – Atados – São Paulo (SP)

Sexta-feira, 26 de maio, às 20 horas

 Atados é uma plataforma social que conecta pessoas e organizações, facilitando o engajamento nas mais diversas possibilidades de voluntariado. O fortalecimento dessa rede e a mobilização de voluntários ampliam o impacto das organizações e transformam pessoas e comunidades.

11-Roberto Kikawa- CIES – São Paulo (SP)

Sexta-feira, 2 de junho, às 20 horas

No projeto Cies (Centro de Integração de Educação e Saúde), o paciente é atendido em um consultório adaptado em uma carreta e passa por exames médicos de média complexidade em dez especialidades e até pequenas cirurgias, como a de catarata. Se necessário, ele é encaminhado a hospitais parceiros.

12-Rodrigo Alonso, Mariana Gauche e Natasha Mendes – Instituto Elos – Santos (SP)

Sexta-feira, 9 de junho, às 20 horas

O Instituto Elos nasceu de um encontro de jovens estudantes de arquitetura em Santos (SP) e se tornou uma comunidade multidisciplinar focada em desenhar estratégias para construir o melhor dos mundos começando agora mesmo. A ONG tem o objetivo de dar poder às pessoas para a construção de espaços com mais qualidade de vida.

 13-Claudio Miranda- Favela da Paz – São Paulo (SP)

Sexta-feira, 16 de junho, às 20 horas

 O Instituto Favela da Paz é um ponto de cultura, estúdio de gravação e espaço de vários cursos. Oferece aos jovens da favela alternativas à violência. O objetivo é se tornar um modelo de centro de educação para a autonomia e para a paz.

Ficha técnica - Quem se Importa – a Série

www.quemseimporta.com.br

2017, HD, 13 x 30 min

Produção: GRIFA FILMES e MAMO FILMES

Direção e Roteiro: Mara Mourão

Produção Executiva: Fernando Dias e Mauricio Dias

Produção: Tatiana Battaglia

Narração: Wellington Nogueira

O patrocínio é da thyssenkrupp e do BEXS BANCO DE CAMBIO S.A.. A série para a TV foi  criada a partir da bem-sucedida trajetória do filme homônimo, lançado em 2012 e vencedor de inúmeros prêmios nacionais e internacionais (DOC Miami 2012, Washington International Film Festival 2013, entre outros) e financiado através dos mecanismos de incentivo da Ancine e do Fundo Setorial do Audiovisual.