Guia das Comunidades Empreendedoras ganha versão digital

8/06/2016 | Ricardo Oliveros | Blog, Comunidade Elos, desenvolvimento local, Responsabilidade Social | Tags: Tags:, , , , , , , ,

Compartilhar nossos aprendizados sempre fez parte dos nossos sonhos, por isto estamos celebrando a edição digital do Guia das Comunidades Empreendedoras. A publicação tem como origem  as experiências e estratégias vivenciadas pelo Instituto Elos nas parcerias com diferentes comunidades.

Uma das bases está nas histórias e aprendizados do programa Comunidades Empreendedoras, realizado dentro da estratégia Desenvolvimento Integrado e Sustentável dos Territórios (DIST), apoiado pelo Fundo Socioambiental da Caixa Econômica Federal, realizado em 4 comunidades da Baixada Santista  simultaneamente, sendo  Vila Progresso e Caminho da União, em Santos, Prainha, no Guarujá, e Guapurá, em Itanhaém, no período de janeiro de 2014 a dezembro de 2015.

Guia

A experiência do Comunidades Empreendedoras impulsionou e apoiou a criação de oito projetos comunitários, inclusive de geração de renda, cinemas de rua, mutirões, feiras comunitárias e outras atividades. Thaís Polydoro, gestora do programa, reforçou que esse é justamente um dos objetivos do Elos.

“A gente convida as pessoas a descobrirem seus talentos e colocarem esses potenciais em prática sempre com o sonho coletivo como foco. A partir daí, podem nascer cinemas de rua, feirinhas gastronômicas, padarias comunitárias, praças. É fazendo o que a gente ama, unidos por um sonho comum, que construímos o melhor mundo”, diz Thaís.

interno

Este guia está dividido em 4 partes:

a. 7 passos para você e seu grupo transformarem seu bairro em uma comunidade empreendedora.

b. Inspiração: histórias das comunidades empreendedoras

c. Coisas que você pode fazer em sua comunidade

d. Uma série de anexos que podem ajudar em seus empreendimentos comunitários

Primeiro Diálogos Elos é sobre desenvolvimento local

5/05/2016 | Ricardo Oliveros | Blog, Comunidade Elos, desenvolvimento local, Linha do Tempo Elos, permacultura | Tags: Tags:, ,

Depois de 2 anos de atuação em 4 territórios da Baixada Santista, o Instituto Elos convida para uma conversa sobre as parcerias entre organizações e comunidades, além de realizar o lançamento de 3 guias criados a partir dessa experiência – um sobre o programa Comunidades Empreendedoras, um sobre cinema de rua e um sobre feirinha gastronômica, e do Festival Elos. Esta é a primeira edição do Diálogos Elos, evento aberto a todos os interessados que acontecerá nesta sexta-feira, dia 6 de maio, das 10 às 17 horas, no Sesc Santos.

Print

Para contribuir com a conversa, estarão presentes representantes da União de Núcleos, Associações dos Moradores de Heliópolis e Região (UNAS Heliópolis), Instituto Holcim, Elo7, Associação dos Jovens da Juréia e União dos Moradores da Juréia, Instituto Lina Galvani, Projeto Construindo Futuro, Escola Nacional Florestan Fernandes e Jackson Nunes, coordenador do Programa Social e Habitação da Prefeitura de São Vicente.

O Comunidades Empreendedoras é o programa de desenvolvimento local do Elos e teve sua primeira edição realizada dentro do Desenvolvimento Integrado e Sustentável dos Territórios da Baixada Santista (DIST) com apoio do Fundo Socioambiental da Caixa Econômica Federal, realizado simultaneamente na Vila Progresso e Caminho da União, em Santos, Prainha, no Guarujá, e Guapurá, em Itanhaém, de janeiro de 2014 a abril de 2016.

O Festival Elos é a primeira grande ação da organização no território onde será construído o Espaço Elos. Com patrocínio da Codesp, é um chamado para as comunidades dos morros de Santos para construírem juntas o morro dos sonhos, com ações práticas em 3 etapas: uma com oficinas, rodas de conversas e programação cultural (de 08 a 12 de outubro), uma formação Oasis Training, com aprofundamento de atuação comunitária e o Giftval, (de 31 de outubro a 7 de novembro) evento internacional sobre gift economy (economia da doação, em tradução livre) com participantes de vários países.

Serviço
Diálogos Elos – Vamos nos juntar para falar sobre comunidades?
Dia 6 de maio, das 10 às 17 horas
Auditório do Sesc Santos, à rua avenida Conselheiro Ribas, 136 – Aparecida – Santos
Para confirmar sua presença, escreva para thais@institutoelos.org

Comunidades Empreendedoras: o que são as visitas inspiradoras?

14/05/2014 | Mariana Felippe | desenvolvimento local | Tags: Tags:, , ,

Por Simone Batista*

Dia 28 de março foi muito especial para a equipe Elos e alguns moradores envolvidos nas ações do programa Comunidades Empreendedoras (conheça o programa aqui), com o qual atuamos junto a Caminho da União e Vila Progresso, em Santos, Prainha, no Guarujá, e Guapurá, em Itanhaém. Foi o primeiro momento de conhecer outras comunidades para se inspirar e sonhar novas ideias para suas próprias comunidades.

A ideia das visitas é que os moradores das comunidades, que estão desenvolvendo projetos de empreendedorismo e design coletivo, possam conhecer outras comunidades que já deram os primeiros passos e consolidaram a construção de um caminho de realização de sonhos, servindo assim como fonte de inspiração, realização e de maneiras de enfrentar os pequenos problemas que vão surgindo ao longo do caminho.

Na primeira parte do passeio, eles foram à Associação Comunitária Monte Azul, organização não governamental fundada pela alemã Ute Craemer, que trabalha na perspectiva do desenvolvimento integral do ser humano a partir de conceitos da antroposofia. Hoje, a Associação tem três núcleos na periferia da cidade de São Paulo e atua em diversas áreas, tais como educação, saúde, cultura. Durante a manhã, caminhamos pela comunidade e conversamos com funcionários e moradores que compartilharam a importância do trabalho coletivo e do juntar forças para que os sonhos se realizem.

Leo, morador da comunidade Caminho da União, disse: “estou com tantas ideias na minha cabeça depois das coisas maravilhosas que vi hoje, que parece que o meu chip está cheio! Quero muito colocar isso em prática na minha comunidade”.

Os participantes do Comunidades Empreendedoras puderam ver a padaria comunitária, a biblioteca, a creche e vários outros empreendimentos, constatando as inúmeras possibilidades de desenvolvimento a partir da descoberta de suas potencialidades e recursos.

comunidades

À tarde, fomos visitar o Ateliê Arte nas Cotas, localizado na cidade de Cubatão. Nesse projeto, a comunidade desenvolve formas de expressão artística, realizando intervenções em espaços públicos e nas fachadas das casas. Imagine os bairros cota, localizados nos morros, lotados de belas pinturas e mosaicos! É altamente inspirador e revelador da capacidade de produzir beleza do ser humano! Ao caminhar pelo bairro, fomos nos inspirando e sonhando todo o  embelezamento que podemos realizar em cada uma das comunidades!

No final do dia, o grupo estava alegre, animado com as visitas e disposto a realizar sempre mais! Continue acompanhando o blog para ler sobre nossas próximas visitas inspiradoras a comunidades que já estão fazendo acontecer o melhor dos mundos!

* Simone Batista é pedagoga com grande experiência na área, doutora em Educação, gsa 2014 e está sonhando o Oasis nas Escolas junto com o Elos.

Construindo Comunidades Empreendedoras

| Mariana Felippe | desenvolvimento local | Tags: Tags:, , ,

Por Thaís Polydoro*

Em março de 2014, iniciamos o acompanhamento das comunidades Caminho da União e Vila Progresso (Santos), Prainha (Guarujá) e Guapurá (Itanhaém) sonhando em gerar impactos nas escalas:
- Bairro e território: mobilização da rede de parceiros atuantes no bairro;
- Comunitária ampla: reuniões semanais para traçar novos sonhos nos territórios e acompanhar ações sociais, ambientais, econômicas e culturais do projeto, oficinas e cobertura de comunicação colaborativa comunitária, captação de recursos e ações “mão na massa”;
- Comunitária focal – lideranças: empreendedores comunitários protagonizando o desenvolvimento das suas comunidades a partir da formação Comunidades Empreendedoras para o desenvolvimento local sustentável e empreendedorismo comunitário.

Nossa relação nesses locais começou com o Guerreiros Sem Armas e retomamos as visitas buscando as pessoas mais atuantes durante o programa. Os primeiros encontros comunitários resgataram os momentos mais significativos e aprendizados.

O segundo encontro em cada local foi marcado pelo compartilhamento e pela construção coletiva a partir do questionamento: o que é uma Comunidade Empreendedora? Neste momento, divulgamos a visita de inspiração, que ocorreu em 28 de março – clique aqui para saber como foi.

Nas escalas comunitária ampla e bairro/território, desde 5 de fevereiro foram empreendidas as seguintes ações:

· O Caminho da União terminou o piso do barracão, banheiro, instalou a pia, executou as instalações hidráulicas e elétrica do edifício e vem desenvolvendo diariamente atividades com as crianças. Além disso, está tentando reunir mais pais para fortalecer o grupo. A comunidade nomeou este grupo de União da Comunidade.

Simultaneamente, a equipe Elos iniciou um trabalho de apoio a Escola Municipal Antonio Manuel Azevedo Júnior junto à comunidade escolar (pais, conselho escolar, grêmio) para interagir com o Oasis na Escola.

Outra novidade é que a policlínica tem levado agentes comunitárias de saúde para fazer palestras e atendimentos no barracão, além de um grupo de estudantes de medicina. No dia 31 de maio de 2014, o local será um ponto da Semana do Brincar, organizada pelo SESC e a Prefeitura de Santos.

· Na Prainha, a comunidade terminou o barracão realizando o telhado e a parte elétrica e iniciou atividades de inglês, dança e capoeira. Além disso, fundaram o grupo Guardiões da Terra que, em parceria com a SABESP, consertou cerca de 800 pontos de vazamento de água das mangueiras. A Padaria dos Sonhos trocou de lugar e neste momento está se reestruturando. O grupo pretende fazer novo mutirão no parquinho e aguarda a formalização da prefeitura para o novo terreno e tem encarado a gestão coletiva com seus desafios e aprendizados. A comunidade organizou uma festa de Páscoa com entrega de 700 ovos unindo diferentes lideranças comunitárias  - veja o vídeo-convite feito pela voluntária Thaina Martins.

· Os moradores da Vila Progresso realizaram mutirão na Praça Cultural e 3 saraus depois do Guerreiros. O último foi dia 05/04 e, além de apresentações culturais, possibilitou ao grupo Ki delícia a venda de produtos. Nesta semana, a equipe do Instituto Elos se reunirá com a Escola e a Unidade de Saúde da Família para cocriar ações de impacto no bairro com o grupo comunitário. A comunidade escolheu como nome do grupo Guerreiros da Progresso.

· No Guapurá, o grupo optou focar na melhoria da praça e realizou no dia 13 de abril um novo mutirão para manutenção – o próximo será em 18 de maio.  A equipe do Instituto Elos apresentou os resultados para o governo local em uma reunião com várias secretarias, e vem realizando outras reuniões específicas para encaminhamentos das demandas. Uma conquista destas articulações foi a destinação de 1 academia da cidade para a comunidade.

Visando mobilizar mais pessoas, nossa equipe reuniu no dia 5 de abril síndicos e moradores em cada condomínio para apresentar as ações realizadas e convidar para as ações previstas. No eixo socioeconômico, a feira aconteceu uma vez após janeiro e encontrou o desafio de reunir os comerciantes que já possuem seus equipamentos instalados com ponto fixo. Os encontros comunitários têm se tornado um espaço democrático de partilhas de sonhos e reivindicações além de planejamento de ações com temáticas de acordo com interesse de cada comunidade.

Na escala comunitária focal – lideranças, estamos unindo os sonhadores das quatro comunidades no programa de formação Comunidades Empreendedoras com encontros mensais de vivência da Filosofia Elos tendo o Guapurá como sede. É o aprender fazendo mobilizando o melhor que cada comunidade tem e fortalecendo sua relação de cuidado com o território.

O programa oferece:
- Oficinas com duração de um dia e finais de semana sobre desenvolvimento de lideranças comunitárias;
- Troca de aprendizado com outras comunidades e fortalecimento da rede de contatos;
-Visitas inspiradoras a outras comunidades bem sucedidas em seus projetos e negócios;
- Apoio aos moradores sobre como gerar mais impacto nas comunidades;
- A cocriação de mais projetos e negócios coletivos na comunidade.

O primeiro módulo foi muito especial por vários motivos: criou um vínculo entre os sonhadores das diferentes comunidades; permitiu que as comunidades que estão em processo de urbanização pudessem observar o contexto de pós-ocupação de um empreendimento habitacional de interesse social; apoiou as lideranças comunitárias na criação de uma visão apreciativa sobre a comunidade através da vivência da disciplina do OLHAR .

Esse fim de semana, é hora de todos vivenciarmos junto o AFETO! Acompanhe o que rola no programa Comunidades Empreendedoras na página do Elos no Facebook.

*Thaís Polydoro é arquiteta, gestora do núcleo de Realização do Elos e coordenadora do programa Comunidades Empreendedoras

Filosofia Elos a serviço da criação de relacionamento entre empreendimentos e comunidade de entorno

13/11/2013 | Mariana Felippe | desenvolvimento local | Tags: Tags:, , ,

Por Thaís Polydoro*

A parceria com a CIPASA Urbanizadora iniciou-se a partir da vontade da empresa em relacionar-se e colaborar com a vizinhança antes da chegada de seus empreendimento. Espera-se que os ativos socioambientais, socioeconômicos e socioculturais comunitários desenvolvam-se e potencializem-se e unam  os empreendimentos residenciais da empresa  como  mais um na rede de  parceiros  e no cuidado com o território e seu entorno.

O Elos desenhou  com a área de sustentabilidade da CIPASA projeto para 2 cidades: Canoas (RS) e Cachoeiro de Itapemirim (ES).

Em Canoas, os passos foram: visita de identificação de potencialidades da comunidade Guajuviras, facilitação do encontro de apresentação do empreendimento à vizinhança do Parque Ozanan e São José, realização de uma vivência Elos por meio da metodologia Jogo Oasis para um grupo de 20 pessoas, culminando com  ação de materialização de sonho local e acompanhamento  de grupos de trabalho para o desenvolvimento de novas ações na região.

A comunidade São José  revitalizou a Parça de Reci e, no Encontro de Futuro, criou  grupos de ação para novos sonhos:  creche,  infraestrutura, manutenção da Praça da Reci e novos Oasis em Guajuviras.

Em  Cachoeiro de Itapemirim, houve mobilização dos moradores do Campo Leopoldina, e, no fim de semana de 19 e 20 de outubro, também aconteceu uma vivância Elos para um grupo de 15 pessoas com materialização do início de uma área de lazer no alto Leopoldina.

Colocar a Filosofia Elos a serviço do propósito de outras organizações é uma forma de realizar nosso próprio propósito de impulsionar o movimento de fazer acontecer já o mundo que todos sonhamos!

*Thaís Polydoro é gestora do núcleo de Realização do Instituto Elos

Oasis Capão: saiba como foi o Olhar e Afeto

28/09/2012 | mktvirtual | Blog, desenvolvimento local | Tags: Tags:, , , , , , , , , ,

Por Ana Avelar e Renata Laurentino

Somos da nova geração de guerreiros sem armas; vivemos a formação em julho deste ano. Quando pensávamos que estávamos indo para casa descansar e assimilar tudo que vivenciamos em um mês muito intenso e de muito trabalho, recebemos uma notícia espetacular: fomos convidadas a facilitar um Oasis no Capão, um bairro da cidade de Garopaba, em Santa Catarina. O Oasis Capão é uma iniciativa da Evoluos Foundation como forma de estimular o desenvolvimento local naquela comunidade.

Acabamos de vivenciar o OLHAR e o AFETO, numa expedição surpreendente. Todos os pequenos medos e receios de quem facilita um Oasis pela primeira vez estavam presentes, mas eles foram sendo dissolvidos em cada conversa, abraço, sorriso e história que ouvíamos. Também tivemos uma surpresa muito agradável, que foi a companhia da facilitadora Thaís Polydoro nesse primeiro contato com a comunidade. Ela foi uma grande inspiração na forma como se relaciona com as pessoas, e sua experiência nos ajudou a deixar nossas relações mais harmoniosas e verdadeiras. Valeu, Thaís! Sua presença foi E-P-E-T-A-C-U-L-A-R!

A comunidade nos recebeu carinhosamente e nos emocionou ao apresentar seus preciosos talentos. Aprendemos a fazer trança de chapéu da palha do butiazeiro, farinha de mandioca, tarrafa… Uma cultura tradicional que estava timidamente escondida na modernidade foi se revelando.

Finalizamos a expedição com uma “Roda de Histórias” onde estavam presentes representantes de muitas gerações e de muitas tribos, formando assim nossa teia de memórias e saberes que continuará sendo tecida durante as próximas etapas o jogo.

Em outubro voltaremos à comunidade para realizar o Show de Talentos e encontrar sonhos. Enviaremos notícias! Se quiserem acompanhar e participar do OASIS CAPÃO, curta a página no Facebook:

https://www.facebook.com/OasisCapaoSc?skip_nax_wizard=true

Um grande abraço

Comunidades Poderosas!

29/06/2009 | mktvirtual | Blog, Uncategorized | Tags: Tags:, , , ,




Elas têm sonhos, elas têm planos, elas têm produtos e elas têm sites! Estas comunidades estão podendo!

ningcomunidadesoasis
Porque agir em rede e como, foi um tema que ocupou o final de semana de cerca de 50 pessoas vindas de comunidades da Praia Grande, Santos, Juréia e São Paulo. Elas se reuniram no II Encontro de Comunidades OASIS. O primeiro dia de atividades aconteceu na Vila dos Criadores, com direito a oficinas temáticas – incluindo oficina de trilha, com dinâmicas- show de percussão do Arte no Dique e apresentação de fandango acompanhada por violeiros. Foi um show!

Apesar da festa junina ter sido o máximo, no domingo de manhã todos estavam dispostos na visita que levou todos a conhecer a Alemoa. Com Ronaldo como guia, a visita terminou em uma lan house. Onde os participantes do encontro começaram a explorar as possibilidades que respondem a um grande desafio da rede: como manter contato e dar constância às trocas que tanto animam à rede?

No dia anterior a informática apareceu como um instrumento importante para o empoderamento das comunidades, mas com uma dificuldade: a falta de espaços para prática. E a pergunta que ficou no ar foi: como a rede pode ter um papel em oferecer esse espaço de trazer o mundo virtual para uma realidade prática nas comunidades?
Pergunta feita, desafio lançado. No dia seguinte o grupo se reuniu na lan house, onde um presente os esperava: uma comunidade ning criada para eles: Comunidades OASIS. Trabalhando cooperativamente, expertes, iniciantes e intermediários criaram as páginas das comunidades e sobrou tempo para criar as páginas individuais também.

Crianças e pessoas da melhor idade trabalharam juntas e no final da manhã a sensação geral foi expressa nas palavras de D. Nádia do Jardim das Gaivotas: Hoje matei uma onça – o medo de informática.
A tarde, mais uma vez reunidos o grupo fez planos para que a plataforma funcione bem e sirva a comunidade. Pontos altos:

• a lojinha das comunidades – espaço para divulgação de artesanato, produtos e serviços das comunidades;

• Grupo dicas de cozinha para mutirão – onde experts vão compartilhar receitas e dicas sobre o que fazer e o que não fazer para as refeições do mutirão virarem banquetes;

• Grupo de Apoio – para acolher oferecimento de serviços voluntários para a rede.

Como não podia faltar, foi definido o local do próximo encontro. Três comunidades manifestaram interesse de receber o encontro: o Jardim das Gaivotas, o Dique da Vila Gilda e a Vila dos Criadores (de novo!). Depois de uma conversa longa onde todos apontavam prós e contras foi escolhido o local: JARDIM DAS GAIVOTAS!
No ano que vem nos encontramos lá… Mas nesse meio tempo, saiba notícias, dê sugestões, junte-se à comunidade no www.comunidadesoasis.ning.com