Filosofia Elos aplicada na ADM

Nossa atuação iniciou com um diagnóstico que apontou que qualquer solução direcionada para melhorar as consequências das atividades portuárias, seria necessário uma reunião com a comunidade .  Fizemos a mediação da comunicação com a comunidade santista, em especial com os moradores da Ponta da Praia num diálogo poucas vezes realizado antes.

 

Durante 2 anos, através do ADM Cares, a empresa patrocinou o Guerreiros Sem Armas.

 

Funcionários da empresa participaram do curso Elos Novos Líderes, uma vivência intensiva concebida para provocar nas lideranças o desenvolvimento das competências necessárias para agir em ambientes complexos, coordenado por Rodrigo Rubido e Aser Cortines.

Desenvolvemos uma Vivência Oasis na Vila Sapo, decorrente de sugestão da própria comunidade da Ponta da Praia, vizinha à sede portuária. Foram 40 participantes na formação, e 240 pessoas envolvidas nos 2 dias de mutirão.

“Sabemos e temos orgulho de ter o maior porto da América Latina no nosso quintal, mas também sabemos e sofremos das suas degradações. No entanto tive medo, diferente de mim, alguns moradores ficaram ressabiados, desconfiados dessa fantástica união. Nas primeiras reuniões poucos moradores se interessaram e participaram de fato, mas ao longo do nosso segundo dia de formação, senti os moradores menos desarmados e mais curiosos do que de fato estaria por vir, e quando chegamos no ponto êxtase do sonho de cada um que estava na sede da Associação, as maquetes sendo produzidas no coletivo todos, sonhos e ideais reunidos , nesse momento eu tive a certeza que o elo estava fechado, o apoio da ADM, a capacidade de transformação que o Instituto Elos tem de repassar pra comunidade, os arquitetos, estudantes de arquitetura, biólogos, voluntários de longe de outras cidades, voluntários de perto inclusive de outros projetos sociais, e moradores, enfim os moradores!”, depoimento da Fabíola, da Associação Habitacional Vila Sapo, que fez parte da Vivência Oasis Santos.

Participamos da Semana do Meio Ambiente da empresa, coordenando diversas ações na Vila Sapo, que contou com cerca de 60 pessoas, entre moradores e funcionários. Teve uma palestra com o Fábio Miranda do Instituto Favela da Paz, que mostrou um processo de captação de água de chuva de baixo custo. A oficina teve caráter prático, e foi montada a cisterna por lá.

Além disso, aconteceu uma palestra sobre reaproveitamento de alimentos, replantio de mudas do muro verde, manutenção do piso do parquinho e do brinquedo, que foram construídos no Oasis Vila Sapo, ação dentro projeto Novos Ares, da ADM.

Em Campo Grande realizamos Vivência Oasis na Vila Industrial. Tivemos cerca de 80 pessoas no mutirão e um maquinário pesado construíram os sonhos para transformar a praça em um local de convivência, lazer e esportes.

 

“Eu achei que ia morrer e não ia ver isso tudo acontecer na minha vila. Há tanto tempo luto pela reforma do parquinho e neste final de semana de união construímos tanta coisa e tem muito mais por vir!” Sr. Jacó – Presidente da Associação de Moradores Vila Manoel Secco Thome.

 

De fato, as pessoas juntas conseguiram fazer a reforma do parquinho, existente, instalar um novo parquinho de madeira. Eles fizeram uma pista de caminhada, academia ao ar livre, alambrado no campo de futebol e reforma dos alambrados existentes. Para a área de convívio foram instalados 7 bancos e 4 kits de mesas e bancos, e, paisagismo na praça.

Facebook
Google+
Twitter
LinkedIn

DEIXE UM COMENTÁRIO

Categorias

Arquivos