Veja como foi o GVT na Praça 2014

Em 2014, realizamos uma iniciativa inovadora, o GVT na Praça, em 5 bairros de São Paulo. Veja o registro de 4 destas ações!
GVT na Praça Vila Madalena – Praça Éder Sader

GVT na Praça Santo Amaro – Praça Haruo Uoya
<iframe width=”560″ height=”315″ src=”https://www.youtube.com/embed/FAjKA3YJOQE” frameborder=”0″ allowfullscreen></iframe>
GVT na Praça Tatuapé – Praça Braúna
<iframe width=”560″ height=”315″ src=”https://www.youtube.com/embed/swUaw1H_Zbw” frameborder=”0″ allowfullscreen></iframe>

<iframe width=”560″ height=”315″ src=”https://www.youtube.com/embed/_Zt5g80gXHY” frameborder=”0″ allowfullscreen></iframe>

Um sonho que se multiplica: GVT na Praça continua

O GVT na Praça nasceu da vontade de moradores da Vila Madalena e da empresa de construírem uma relação saudável e benéfica para ambas as partes. A Filosofia Elos serviu a esse propósito, e os resultados foram tão ES-PE-TA-CU-LA-RES que o projeto foi ampliado. O bairro Brooklin será o primeiro parceiro dessa nova fase. Para entender o que ocorrerá por lá, que tal conferir como foi nossa primeira ação? Venha realizar sonhos com a gente! ENCONTROS ABERTOS no Brooklin – Praça Inácio Pereira 17 de outubro – 6a feira, às 19 horas – Encontro de abertura e apresentação

19 de outubro – domingo, às 15 horas: Encontro de Sonhos e Projetação Coletiva 8 e 9 de novembro – sábado e domingo, das 9 às 18 horas: Mutirão comunitário na praça 9 de novembro – domingo, às 18 horas: Celebração
10 de novembro – 2a feira, às 19 horas: Encontro de Futuro Os encontros dos dias 17 de outubro e 10 de novembro serão na Vila da Rua Luisiânia, 859. Praça Inácio Pereira, com acesso pela rua Luisiânia, altura n. 860 e pela rua Geórgia,altura n.1072 Se você quer participar ativamente do processo, temos um convite! Participe da Vivência Elos e conheça os 7 passos que trilhamos para realizar sonhos! Saiba mais aqui e, para se inscrever, mande um email para [email protected]

Venha participar do GVT na Praça!

A parceria entre Elos e GVT deu origem ao projeto GVT na Praça, que tem o objetivo de criar vínculo efetivo com as comunidades no entorno dos escritórios da empresa em 4 bairros de São Paulo estabelecendo um canal de diálogo e confiança a partir da revitalização de espaços que valorizam a coletividade (veja notícias do que já rolou na Vila Madalena e Santo Amaro aqui).
Agora, o projeto chega à Santana, mais especificamente à Praça Vaz Guaçu, também conhecida como Mirante do Santana (veja o mapa: https://goo.gl/maps/kBcy5). Se você tem interesse de contribuir com a realização dos sonhos dessa comunidade e ter uma experiência com a Filosofia Elos, você pode participar dos encontros comunitários abertos ou aprofundar-se ainda mais e participar de uma formação gratuita na Filosofia Elos.

ENCONTROS COMUNITÁRIOS ABERTOS:
14/09, domingo, às 15h: Encontro de Talentos e Sonhos na praça
16/09, 3feira, das 19h às 22h: Encontro de Projetação Coletiva / Maquete dos sonhos*
22/09, 2ª feira, das 19h às 22h: Encontro de Captação de Recursos*
27/09 e 28/09, sábado e domingo, das 9h às 18h: Mutirão comunitário na praça
28/09, domingo às 18h: Celebração na praça
29/09, 2a feira, das 19h às 22h: Encontro de Futuro*
Os encontros dos dias 16, 22 e 29 serão realizados na Unidade de Áreas Verdes de Santana (Viveiro) à Rua Álvaro de Abreu, 290A. 
Conheça mais sobre a Filosofia Elos:

A formação acontece nos dias 12, 13, 14, 16, 22, 26, 27, 28 e 29 de setembro de 2014  (saiba mais aqui) e, para inscrever-se, escreva para [email protected]

Elos convida para Feiras de Inspiração do programa Comunidades Empreendedoras

Em março, o Instituto Elos iniciou o programa Comunidades Empreendedoras pelo qual atua junto a 4 comunidades da Baixada Santista para o Desenvolvimento Integrado Sustentável dos Territórios, com o apoio do Fundo socioambiental da Caixa. Com encontros semanais nas comunidades, mutirões, visitas a boas práicas e integração da rede local, o objetivo é impulsionar as comunidades a protagonizarem a materialização de seus sonhos.
As atividades são abertas à sociedade. Nesse momento, convidamos para a Feira de Inspirações, em que cada comunidade recebe convidados que compartilham suas histórias e conhecimentos, inspirando, apoiando e trazendo referências bem sucedidas ligadas a temas de interesse dos moradores.
A primeira edição ocorreu no Caminho da União, em Santos, quando os professores Eda Luiz e Billy, da equipe do CIEJA Campo Limpo, que realizam um trabalho incrível de integração entre comunidade e escola na Zona Sul de São Paulo, participaram de um encontro na Escola José Carlos de Azevedo Júnior e no Barracão Cultural do Caminho da União, que foi construído em mutirão em janeiro no inicio desse programa. Veja fotos postadas pelo professor Billy aqui.
Dia 27 de julho foi a vez da Prainha, no Guarujá. A temática escolhida foi cultura e os convidados foram Claudinho e Paulinho da Banda de samba-rock Poesia Samba Soul, que são também  empreendedores da ONG Favela da Paz, com atuação no bairro Jardim Nakamura – Jardim Ângela, Zona Sul de São Paulo. Eles conversara co os moradores da Prainha que estão investindo no desenvolvimento da comunidade através do seu equipamento cultural.
No Guapurá, em Itanhaém, os moradores escolheram trabalhar com a temática de geração de renda. O bairro foi formado há três anos com a inauguração de um empreendimento do programa Minha Casa, Minha Vida e tem como desafio superar a ausência de espaço para o comércio local empreendido pelos moradores. O convidado de lá será Joaquim de Melo, do Banco Palmas, um banco comunitário que surgiu no Conjunto Palmeira, um bairro popular, com 32 mil moradores, situado na periferia de Fortaleza – CE.
Já na Vila Progresso, o tema será sarau. Desde janeiro de 2014, um grupo de moradores realizou 4 saraus numa praça construída coletivamente por meio de mutirões comunitários, já dentro das atividades iniciais do Comunidades Empreendedoras. Para falar sobre, foi convidado o ator Alessandro Azevedo, mais conhecido como Palhaço Charles, que desde 1996 empreende o Sarau do Charles, o primeiro sarau multicultural de São Paulo, na Vila Madalena. Os eventos reúnem poetas, mímicos, bailarinos, contadores de histórias, palhaços, atores, artistas circenses e músicos, sejam profissionais ou amadores, é coordenado pelo Palhaço Charles.
Anote na agenda e participe! As atividades são abertas a todos os interessados.

  • Dia 29 de julho, terça-feira, às 19 horas: Feira de Inspiração do Guapurá com Joaquim do Banco Palmas – Uma moeda local revolucionando a economia.

Local: Escola Maria Patrocina Condota, na  Rua 33, s/nº, Guapurá, Itanhaém

  • Dia 2 de agosto, domingo, a partir das 9 horas: Feira de Inspiração da Vila Progresso com Palhaço Charles. A oficina tem um desafio muito especial: preparar um Sarau Cultural reunindo os artistas locais, que começará às 17 horas.

Local: Praça Cultural Nilson Alves, Vila Progresso, Santos
As ações junto às comunidades seguem até agosto de 2015, com formação, estímulo e acompanhamento para as 4 comunidades. O programa Comunidades Empreendedoras é apoiado pelo Fundo Socioambiental da Caixa.

Comunidades Empreendedoras: é hora de contar suas histórias

No último mês, os moradores do Caminho da União, Guapurá, Prainha e Vila Progresso viveram uma experiência nova e muito divertida: produzir seu primeiro material de comunicação, onde contaram suas histórias utilizando a criatividade e muitos recortes de revistas!

Prainha

Na Prainha, a oficina ocorreu junto com a reunião sobre a festa junina

 
A Comunicação Comunitária faz parte do programa Comunidades Empreendedoras como estratégia para apoiar os moradores das comunidades parcerias a contarem as história que vêm protagonizando e espalhá-las, impulsionando a propagação das informações e o envolvimento de novas pessoas.
2014-06-12 10.17.25

A oficina de fanzine da Vila Progresso rolou na Praça Cultural 

Para a primeira atividade em cada local, escolhemos trabalhar com a linguagem do fanzine, um jornal de colagens que teve sua origem nos Estados Unidos e foi amplamente difundido pelos movimentos de contracultura que despontaram na França em 1968. Essa ferramenta é muito utilizada para produção de baixo custo de histórias em quadrinhos, poesia, música, ficção e por segmentos sociais que pretendem difundir causas como o vegetarianos, fãs clubes, punks, anarquistas etc. No Brasil, o fanzine popularizou-se na década de 80 e tornou-se uma ferramenta muito utilizada pelos movimentos sociais.
IMG_4442

Mesmo em dia de jogo do Brasil na Copa, a atividade no Guapurá estava cheia!

O fanzine é uma ferramenta com muitas vantagens, como:
– Permitir o envolvimento de pessoas de qualquer idade e sem nenhuma familiaridade com produção de comunicação
– Não demandar nenhum equipamento tecnológico
– Utilizar apenas materiais fáceis de acessar (cola, tesoura, revistas, folha de sulfite , lápis, caneta)
– Baixo custo de produção e replicação (o produto original pode ser infinitamente xerocado)
20140715_181911

Moradores do Caminho da União exibem orgulhosos a sua produção

As oficinas foram conduzidas pela jornalista Mariana Felippe que atua desde 2007 com produção de comunicação comunitárias com crianças e adultos em projetos na Baixada Santista e em São Paulo.
Confira os produtos:
Caminho da União
20140715_182007
Guapurá
IMG_4460
IMG_4463
Prainha
IMG-20140707-WA0024
IMG-20140707-WA0025
Vila Progresso
IMG-20140623-WA0031
IMG-20140623-WA0034

Um sonho de muitos anos começa a se materializar no tempo e no espaço: o Centro de Aprendizagem Elos

centro aprendizagem

Em 1998, quando surgiu o sonho que nos levou a criar o programa Guerreiros Sem Armas, o Elos era formado por estudantes da Faculdade de Arquitetura de Santos que estavam no meio da experiência de aprendizado mais intensa e significativa de suas vidas até então: o Projeto Reviver o Museu de Pesca de Santos (que acabou de reabrir à visitação, por sinal). Essa experiência não foi oferecida pelo currículo da faculdade; foi fruto da busca por mergulhar na realidade e construir aprendizado que fosse relevante não apenas para os estudantes, mas que fosse relevante para a sociedade e mais, especificamente, para a cidade na qual viviam. Essa busca levou-os a desenhar e empreender seu próprio currículo e pedagogia, que estava pautada na experiência direta, na interação com a realidade e, especialmente, no relacionamento com as pessoas para quem estávamos projetando.
Por isso, a primeira visão do Guerreiros Sem Armas era a de uma nova universidade. Como arquitetos, por um momento pensaram em realmente projetar  e construir um espaço para isso, mas logo viram que isso poderia levar muito tempo e muito esforço, enquanto, por outro lado, poderiam começar já com cursos sem necessariamente ter um espaço próprio. Assim nasceu o Guerreiros Sem Armas, em 1999, como um curso vivencial intensivo de 31 dias. O nome da primeira e da segunda edição do programa foi Universidade Aberta de Verão, com o subtítulo Escola de Guerreiros Sem Armas.
Quinze anos se passaram, realizamos e aprendemos muitas coisas nesse tempo. O grupo que, inicialmente, era formado por 5 amigos agora é uma comunidade de 25 pessoas, 5 delas entre 1 e 6 anos de idade, convivendo juntas pelo menos 5 dias por semana e cultivando o que viemos a chamar de Filosofia Elos com seus princípios, valores e crenças e se dedicando a impulsionar esse movimento de fazer acontecer já o mundo que todos sonhamos. Aquele sonho inicial cresceu e transcendeu com a força dessa comunidade que o abraçou e fez dele também o seu sonho.

centro aprendizagem 2

Agora, esse sonho cultivado coletivamente começa a se materializar com a aquisição de uma área verde de 18 mil metros quadrados no coração da Ilha de São Vicente. Ali construiremos um espaço de cultivo e aprendizagem da Filosofia Elos e todas suas dimensões, vivendo nossa comunidade, nos relacionando com as comunidades do entorno, cooperando com a natureza que nos abraça e que é um presente e uma responsabilidade numa cidade tão urbanizada e adensada como Santos. Será o nosso Oasis.
Compartilhamos essa notícia porque contamos com você nessa jornada! O sonho é grande e o desafio também – mas você sabe que a gente adora essas coisas, né? Estamos falando de uma infraestrutura que, a longo prazo, nos permita receber grupos de até 80 pessoas para programas de 1 mês de imersão.
Nesse momento, estamos cuidando de algumas questões de infraestrutura que são essenciais para começarmos a utilizar o espaço e buscando pessoas, empresas e fundações que tenham vontade de investir em espaços como esse. Você conhece algum? Adoraríamos receber dicas sobre isso!
Para saber mais sobre esse sonho e os passos que estamos dando para realizá-lo, fique de olho em nossa página no Facebook e aqui no blog.

centro aprendizagem

In 1998, when the dream that led us to create the Warriors Without Weapons program was born, Elos was formed by students from the Santos Architecture School who were in the midst of the most intense and meaningful learning experience of their lives up to that point: the “Projeto Reviver” and the Santos Fishing Museum (that had just reopened to the public).  This experience was not offered in the college curriculum, it was the result of a desire to plunge into reality and build learning experiences that were relevant not only to the students, but also relevant to society and more specifically to the city in which they lived.  This search led them to design and undertake their own curriculum and pedagogy that were based on the direct experience and interaction with reality, especially in the relationship with the people that they were designing for.
Therefore, the first vision of the Warriors Without Weapons was of a new university.  As architects they thought of actually designing and constructing a space for this, but soon they saw that it could take too much time and effort, while on the other hand they could start creating courses right away without necessarily having their own space.  Thus Warriors Without Weapons was born in 1999 as a 31-day experiential course.  The name of the first and second edition of the program was the Summer Open University with caption School of Warriors Without Weapons.
Fifteen years have passed and we have accomplished and learned many things during this time.  The group that, in the beginning, was made up of 5 friends, is now a community of 25 people, 5 of which are between 1 and 6 years of age, living together for at least 5 days a week and cultivating what we call the Elos Philosophy with its values, principles and beliefs and dedicating ourselves to propelling the movement of making the world we dream of happen now.  The original dream grew and transcended with the strength of this community that embraced it and also made it their dream.

centro aprendizagem 2

Now, this collectively cultivated dream is beginning to materialize with the acquisition of a 18,000 square meter green area in the heart of São Vicente Island.  There we will build a space to cultivate learning of the Elos Philosophy in all its dimensions, living our community, establishing a relationship with the communities around us, and cooperating with the nature that embraces us and that is both a gift and a responsibility in a city as urban and dense as Santos. It will be our Oasis.
We share this news because we want you to be part of this journey too!  The dream is big and so is the challenge – but you know that we love these sorts of things, right?  We are talking of creating the infrastructure which, in the long run, will allow us to receive groups of up to 80 people for month-long immersion programs.
At this moment, we are taking care of some infrastructure issues that are essential so we can start using the space and going after people, companies and foundations that have the desire to invest in spaces like these.  Do you know anyone?  We would love to receive advice about this!
To know more about this dream and the steps we are taking to make it a reality, keep your eye out on our Facebook page and here on our blog.

GVT na Praça Tatuapé – inscrições abertas!

Já contamos aqui sobre a inciativa GVT na Praça, que está realizando mobilização comunitária nos bairros onde há unidades da GVT em São Paulo e oferecendo vivência na Filosofia Elos gratuitamente para interessados em geral. As atividades já rolaram nos bairros Vila Madalena e Santo Amaro (confira o que saiu na mídia).
Quer fazer parte dessa história de realização de sonhos?
As ações no Tatuapé começam no dia 1 de agosto (sexta-feira)!
Fique por dentro:
Veja o cartaz da ação aqui e entenda mais sobre a formação aqui. Para conhecer a Filosofia Elos, assista este vídeo.
Confira as datas:
01/08 (6feira) das 18h às 22h
02 e 03/08 (sáb. e dom.) das 9h às 19h
05/08 
(3f. ) das 19h às 22h
11/08 
(2f. ) das 19h às 22h
22, 23 e 24/08 
(6a f., sáb. e dom.) das 9h às 19h
25/08 
(2 a f.) das 14h às 22h
Eventos comunitários abertos:
03/08 (dom, 16h): Encontro de Talentos e Sonhos
05/08 (3a f, 19h): Projetação Coletiva / Maquete
23 e 24/08 (sáb. e dom., 9h às 19h): MUTIRÃO
25/08  (2a f, 19h): Encontro de Futuro
Você é nosso convidado especial! Para fazer parte, baixe a ficha de inscrição aqui e envie para [email protected]

Comunidades Empreendedoras: o que são as visitas inspiradoras?

Por Simone Batista*
Dia 28 de março foi muito especial para a equipe Elos e alguns moradores envolvidos nas ações do programa Comunidades Empreendedoras (conheça o programa aqui), com o qual atuamos junto a Caminho da União e Vila Progresso, em Santos, Prainha, no Guarujá, e Guapurá, em Itanhaém. Foi o primeiro momento de conhecer outras comunidades para se inspirar e sonhar novas ideias para suas próprias comunidades.
A ideia das visitas é que os moradores das comunidades, que estão desenvolvendo projetos de empreendedorismo e design coletivo, possam conhecer outras comunidades que já deram os primeiros passos e consolidaram a construção de um caminho de realização de sonhos, servindo assim como fonte de inspiração, realização e de maneiras de enfrentar os pequenos problemas que vão surgindo ao longo do caminho.
Na primeira parte do passeio, eles foram à Associação Comunitária Monte Azul, organização não governamental fundada pela alemã Ute Craemer, que trabalha na perspectiva do desenvolvimento integral do ser humano a partir de conceitos da antroposofia. Hoje, a Associação tem três núcleos na periferia da cidade de São Paulo e atua em diversas áreas, tais como educação, saúde, cultura. Durante a manhã, caminhamos pela comunidade e conversamos com funcionários e moradores que compartilharam a importância do trabalho coletivo e do juntar forças para que os sonhos se realizem.
Leo, morador da comunidade Caminho da União, disse: “estou com tantas ideias na minha cabeça depois das coisas maravilhosas que vi hoje, que parece que o meu chip está cheio! Quero muito colocar isso em prática na minha comunidade”.
Os participantes do Comunidades Empreendedoras puderam ver a padaria comunitária, a biblioteca, a creche e vários outros empreendimentos, constatando as inúmeras possibilidades de desenvolvimento a partir da descoberta de suas potencialidades e recursos.
comunidades
À tarde, fomos visitar o Ateliê Arte nas Cotas, localizado na cidade de Cubatão. Nesse projeto, a comunidade desenvolve formas de expressão artística, realizando intervenções em espaços públicos e nas fachadas das casas. Imagine os bairros cota, localizados nos morros, lotados de belas pinturas e mosaicos! É altamente inspirador e revelador da capacidade de produzir beleza do ser humano! Ao caminhar pelo bairro, fomos nos inspirando e sonhando todo o  embelezamento que podemos realizar em cada uma das comunidades!
No final do dia, o grupo estava alegre, animado com as visitas e disposto a realizar sempre mais! Continue acompanhando o blog para ler sobre nossas próximas visitas inspiradoras a comunidades que já estão fazendo acontecer o melhor dos mundos!
* Simone Batista é pedagoga com grande experiência na área, doutora em Educação, gsa 2014 e está sonhando o Oasis nas Escolas junto com o Elos.

Construindo Comunidades Empreendedoras

Por Thaís Polydoro*
Em março de 2014, iniciamos o acompanhamento das comunidades Caminho da União e Vila Progresso (Santos), Prainha (Guarujá) e Guapurá (Itanhaém) sonhando em gerar impactos nas escalas:
– Bairro e território: mobilização da rede de parceiros atuantes no bairro;
– Comunitária ampla: reuniões semanais para traçar novos sonhos nos territórios e acompanhar ações sociais, ambientais, econômicas e culturais do projeto, oficinas e cobertura de comunicação colaborativa comunitária, captação de recursos e ações “mão na massa”;
– Comunitária focal – lideranças: empreendedores comunitários protagonizando o desenvolvimento das suas comunidades a partir da formação Comunidades Empreendedoras para o desenvolvimento local sustentável e empreendedorismo comunitário.
Nossa relação nesses locais começou com o Guerreiros Sem Armas e retomamos as visitas buscando as pessoas mais atuantes durante o programa. Os primeiros encontros comunitários resgataram os momentos mais significativos e aprendizados.
O segundo encontro em cada local foi marcado pelo compartilhamento e pela construção coletiva a partir do questionamento: o que é uma Comunidade Empreendedora? Neste momento, divulgamos a visita de inspiração, que ocorreu em 28 de março – clique aqui para saber como foi.
Nas escalas comunitária ampla e bairro/território, desde 5 de fevereiro foram empreendidas as seguintes ações:
· O Caminho da União terminou o piso do barracão, banheiro, instalou a pia, executou as instalações hidráulicas e elétrica do edifício e vem desenvolvendo diariamente atividades com as crianças. Além disso, está tentando reunir mais pais para fortalecer o grupo. A comunidade nomeou este grupo de União da Comunidade.
Simultaneamente, a equipe Elos iniciou um trabalho de apoio a Escola Municipal Antonio Manuel Azevedo Júnior junto à comunidade escolar (pais, conselho escolar, grêmio) para interagir com o Oasis na Escola.
Outra novidade é que a policlínica tem levado agentes comunitárias de saúde para fazer palestras e atendimentos no barracão, além de um grupo de estudantes de medicina. No dia 31 de maio de 2014, o local será um ponto da Semana do Brincar, organizada pelo SESC e a Prefeitura de Santos.
· Na Prainha, a comunidade terminou o barracão realizando o telhado e a parte elétrica e iniciou atividades de inglês, dança e capoeira. Além disso, fundaram o grupo Guardiões da Terra que, em parceria com a SABESP, consertou cerca de 800 pontos de vazamento de água das mangueiras. A Padaria dos Sonhos trocou de lugar e neste momento está se reestruturando. O grupo pretende fazer novo mutirão no parquinho e aguarda a formalização da prefeitura para o novo terreno e tem encarado a gestão coletiva com seus desafios e aprendizados. A comunidade organizou uma festa de Páscoa com entrega de 700 ovos unindo diferentes lideranças comunitárias  – veja o vídeo-convite feito pela voluntária Thaina Martins.
· Os moradores da Vila Progresso realizaram mutirão na Praça Cultural e 3 saraus depois do Guerreiros. O último foi dia 05/04 e, além de apresentações culturais, possibilitou ao grupo Ki delícia a venda de produtos. Nesta semana, a equipe do Instituto Elos se reunirá com a Escola e a Unidade de Saúde da Família para cocriar ações de impacto no bairro com o grupo comunitário. A comunidade escolheu como nome do grupo Guerreiros da Progresso.
· No Guapurá, o grupo optou focar na melhoria da praça e realizou no dia 13 de abril um novo mutirão para manutenção – o próximo será em 18 de maio.  A equipe do Instituto Elos apresentou os resultados para o governo local em uma reunião com várias secretarias, e vem realizando outras reuniões específicas para encaminhamentos das demandas. Uma conquista destas articulações foi a destinação de 1 academia da cidade para a comunidade.
Visando mobilizar mais pessoas, nossa equipe reuniu no dia 5 de abril síndicos e moradores em cada condomínio para apresentar as ações realizadas e convidar para as ações previstas. No eixo socioeconômico, a feira aconteceu uma vez após janeiro e encontrou o desafio de reunir os comerciantes que já possuem seus equipamentos instalados com ponto fixo. Os encontros comunitários têm se tornado um espaço democrático de partilhas de sonhos e reivindicações além de planejamento de ações com temáticas de acordo com interesse de cada comunidade.
Na escala comunitária focal – lideranças, estamos unindo os sonhadores das quatro comunidades no programa de formação Comunidades Empreendedoras com encontros mensais de vivência da Filosofia Elos tendo o Guapurá como sede. É o aprender fazendo mobilizando o melhor que cada comunidade tem e fortalecendo sua relação de cuidado com o território.
O programa oferece:
– Oficinas com duração de um dia e finais de semana sobre desenvolvimento de lideranças comunitárias;
– Troca de aprendizado com outras comunidades e fortalecimento da rede de contatos;
-Visitas inspiradoras a outras comunidades bem sucedidas em seus projetos e negócios;
– Apoio aos moradores sobre como gerar mais impacto nas comunidades;
– A cocriação de mais projetos e negócios coletivos na comunidade.
O primeiro módulo foi muito especial por vários motivos: criou um vínculo entre os sonhadores das diferentes comunidades; permitiu que as comunidades que estão em processo de urbanização pudessem observar o contexto de pós-ocupação de um empreendimento habitacional de interesse social; apoiou as lideranças comunitárias na criação de uma visão apreciativa sobre a comunidade através da vivência da disciplina do OLHAR .
Esse fim de semana, é hora de todos vivenciarmos junto o AFETO! Acompanhe o que rola no programa Comunidades Empreendedoras na página do Elos no Facebook.
*Thaís Polydoro é arquiteta, gestora do núcleo de Realização do Elos e coordenadora do programa Comunidades Empreendedoras

GVT na Praça chega a Santo Amaro

Em abril, GVT e Elos iniciaram uma parceria para atuação em 4 bairros de São Paulo com o objetivo de criar vínculo efetivo com as comunidades no entorno dos escritórios da empresa na cidade, estabelecendo um canal de diálogo e confiança a partir da revitalização de espaços que valorizam a coletividade. Além desse objetivo principal, a iniciativa denominada GVT na Praça pretende apoiar as pessoas que vivem e convivem nesses locais por meio da formação de parcerias entre a comunidade e entre comunidade e poder público, contribuir para construir espaços públicos de convivência segura e participação comunitária, fornecer espaços de internet wi-fi livre e estimular os colaboradores da empresa, inclusive do nível executivo, a atuarem como voluntários nas ações visando engajamento com as comunidades e a empresa.
A GVT é uma empresa de banda larga ultra rápida, TV por assinatura com canais HD em todos os planos e telefonia fixa convergente que atua no Brasil há cerca de 14 anos e iniciou operações no mercado residencial de São Paulo em setembro de 2013, com presença em algumas localidades dos bairros de Santana (Zona Norte), Santo Amaro (Zona Sul), Tatuapé (Zona Leste) e Pinheiros (Zona Oeste). Em cada um desses bairros, a empresa promove o GVT na Praça em que os moradores escolhem um espaço para transformar.
A primeira ação, o Oasis da Vila Madalena, aconteceu em abril, unindo moradores, coletivos e organizações da região para sonhar e realizar a praça Éder Sader! O resultado foi ES-PE-TA-CU-LAR, confira aqui. Para ver outras matérias sobre a revitalização, acesse nosso painel no Pinterest.
IMG_1668
O Elos é o responsável pela mobilização comunitária que será realizada utilizando a Filosofia Elos  e o Jogo Oasis,  ferramenta cooperativa de apoio à mobilização cidadã criada e desenvolvida pela organização que já foi aplicada em várias partes do mundo e junto a parceiros como Ministério da Cultura (em 20 comunidades de todo o Brasil – você pode acessar o livro publicado sobre a ação aqui) e Agência Brasileira de Cooperação do Ministério das Relações Exteriores e realizou formações em várias partes do Brasil e do mundo, como México, Holanda, Guiné Bissau, Bolívia e Curaçao. Conheça um pouquinho sobre a Filosofia Elos neste vídeo.
Agora, a GVT na Praça chega a Santo Amaro e adoraríamos ter você com a gente para transformar a praça Haruo Uoya, localizada na rua Capitão Otávio Machado esquina com Rua Vitorino de Moraes, no bairro Chácara Santo Antônio.
Você pode participar de duas maneiras: http://issuu.com/elos/docs/cartaz_convite_gvt_na_pra__a_-_sant
Realizaremos uma vivência gratuita na Filosofia Elos para 30 pessoas. Caso tenha interesse em fazer parte do grupo, clique aqui para saber mais e baixe a ficha de inscrição aqui. Para outras dúvidas, escreva para [email protected] .
Caso não possa participar da formação, você é nosso convidado especial para os encontros comunitários abertos! São eles:
25 de maio, domingo, 16h – Encontro de Talentos e Sonhos (local: praça Haruo Uoya)
27 de maio, terça-feira, das 19 às 22 horas – Encontro de Cuidado: Projetação Coletiva / Maquete (local: Café Otávio Machado, em frente à praça)
14 e 15 de junho, sábado e domingo, das 9 às 19 horas – Mão na Massa / Mutirão (local: praça Haruo Uoya)
16 de junho, segunda-feira, das 19 às 22 horas – Encontro de Re-evolução / Encontro de Futuro (local: Café Otávio Machado, em frente à praça)
Venha fazer parte dessa transformação!