Elos participa com UNESCO em programa de Segurança Pública que envolve 6 agências da ONU

Por Thaís Polydoro*
Em 2011, o Instituto Elos foi convidado pela Unesco para participar de uma ação envolvendo três cidade de diferentes regiões do Brasil. A diferença de todos os outros trabalhos que já fizemos é que dessa vez, a metodologia Oasis seria parte de um programa de Segurança Pública, o Programa Conjunto.
O Programa Conjunto é uma ação integrada da ONU envolvendo seis agências: UNESCO, PNUD, UNHABITAT, OIT, UNICEF, UNODC em parceria com o Programa Nacional de Segurança Pública com Cidadania (PRONASCI). O objetivo do programa é desenvolver ações dirigidas a alcançar uma redução da violência que afeta crianças, jovens e adolescentes em situação de vulnerabilidade, por meio do cumprimento voluntário das regras, da autorregulação do comportamento e da promoção de mecanismos de controle social.
Os três municípios a receber a ação foram selecionados por edital público: Contagem (MG), Lauro de Freitas (BA) e Vitória (ES). A intenção é construir e reforçar as capacidades dos atores locais para garantir que as ações sejam levadas a cabo no âmbito da plena convivência cidadã e de um plano de segurança, assim como o reforço das condições de governança local que assegurem a sustentabilidade das ações.
Você deve estar se perguntando, como o trabalho do Elos pode contribuir com um programa de Segurança Pública?
A nossa atuação está focada no fortalecimento das ações do Programa Escola Aberta e na mobilização social da comunidade para o Programa Conjunto, a partir da formação de gestores públicos e jovens residentes no território do Programa como disseminadores do Jogo OASIS. Durante o processo, o exercício de um novo olhar para os ativos locais busca envolver mais moradores de forma lúdica e prazerosa, além de transformar positivamente os espaços públicos da comunidade.
O diferencial da aplicação do Oasis no contexto de segurança está no estímulo de conversas e busca de soluções para a criação de espaços públicos mais seguros e diversos, como por exemplo: áreas de lazer para meninas, paisagismo seguro, reutilização de espaços degradados e abandonados. Já iniciamos nossa atuação em Contagem e o resultado foi um sucesso.
Para nós, o conceito de segurança pública está alinhado com este depoimento da Eliane Brito, de Fortaleza postado no Facebook: ”após sofrer um assalto na porta de casa, decidi não por me proteger com mil artifícios modernos de segurança ou mudar de endereço, mas sim por bater na porta de cada morador da pequena rua no Bairro de Fátima e conhecer meus vizinhos e provocar encontros em calçadas e festas coletivas na rua. Tem dado bons resultados. A rua esta mais iluminada, viva e segura.”
A ação em Contagem formou 12 jovens, 2 comerciantes locais, 2 gestores públicos e mobilizou 445 pessoas dos bairros da região do Nacional. Contamos ainda com a integração efetiva de diferentes secretarias da prefeitura, empresas e moradores. A equipe da prefeitura, representada por Cristina, Anderson, Café e Cláudia, foram nosso ponto de articulação interno para assuntos relacionados ao programa.
Tivemos também uma surpresa especial na composição deste grupo: a presença de um jovem que já conhecia o Jogo Oasis através das mobilizações do Grupo Ânima Educação, que utiliza a metodologia a cada início de semestre em suas universidades, incluindo 2 em Belo Horizonte. Ele não só participou, como trouxe os amigos.
O mutirão comunitário em Contagem ocorreu na comunidade Sapolândia nos dias 3 e 4 de dezembro de 2011 com a participação de mais de 150 moradores, que colocaram a mão na massa e realizaram sonhos juntos. As transformações foram muitas!

  • A antiga área abandonada com lixo tornou-se um jardim com mural;
  • Construiu-se uma praça com 2 gangorras, 1 balanço, 1 circuito, 1 trepa-trepa e jardim;
  • Foram feitos mobiliários com reutilização de materiais: 3 poltronas, 4 bancos para o parquinho, 5 lixeiras, 4 mesas e 12 bancos;
  • Iniciou-se a arquibancada para o campo.

Mais do que transformações físicas, o que fica marcado nesta comunidade e nestes jovens pode ser representado pelo depoimento da jovem participante Thaís Batista, de 14 anos: “… Foi ótimo, aprendi muitas coisas boas que vão me ajudar no dia-a-dia, como nunca desistir de um sonho e que eu tenho capacidade de fazer tudo aquilo que eu não esperava que conseguiria…”

Oasis e Segurança Pública: tudo a ver!

* Thaís Polydoro é coordenadora do núcleo de Realização do Instituto Elos e atua no Programa Conjunto

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no google
Google+
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

DEIXE UM COMENTÁRIO

Categories

Arquivos