Retrospectiva 2014: Processo Elos de Seleção conquista Natura e Fundação Arymax

Anos selecionando jovens empreendedores para o GSA, acabou por nos dar uma expertise em processos seletivos, tanto que a Natura e a Fundação Arymax, confiam na gente para colaborar na escolha de jovens para seus respectivos programas.
O programa Jovens Talentos Natura atinge mais de 20000 jovens e por isso, a empresa queria transformar a seleção em um processo de desenvolvimento pessoal enriquecedor para os candidatos, e não somente uma competição onde os melhores são escolhidos. A escolha pelo Elos deu-se exatamente porque não era uma empresa tradicional. Como o programa Jovens Talentos tem poucas vagas em relação a demanda, o processo de seleção queria garantir que todos tivessem consciência que têm potencial, e descobrissem por si mesmos, que às vezes, eles não tem o perfil que a empresa procura naquele momento específico, mas isso não o desqualifica de forma alguma.
Total de jovens que participaram da fase presencial facilitada pela equipe Elos: 2.125 jovens
Jovens contratados depois da fase presencial: 235 jovens
Cidades onde facilitamos e onde os jovens irão trabalhar: Cajamar, São Paulo, Rio de Janeiro , Salvador, Belo Horizonte, Manaus e  Belém.
Estagiários (1º Semestre) – 25 salas com 25 jovens = 625 jovens na seleção presencial, com 42 jovens foram contratados para trabalhar pela Natura.
Estagiários (2º Semestre) – 30 salas com 25 jovens =  750 jovens na seleção presencial, com 73 jovens foram contratados pela Natura.
Jovens Aprendizes – 25 salas com 30 jovens = 750 jovens na seleção presencial, 120 jovens foram contratados
processo de seleção ELOS
Jovens Talentos Arymax
A Fundação Arymax foi criada em 1991, mantém o Programa de Jovens Talentos, com o objetivo de apoiar a formação de líderes com capacidade de realização, que façam a diferença na sua comunidade e no seu ambiente de trabalho. Após processo de seleção, o jovem terá acesso a coaching de vida e carreira, bolsas para pós-graduação, MBAs, palestras, workshops, vivências, trabalhos sociais orientados, seed money para projetos e ampliação de networking.
Pelo segundo ano consecutivo, o Elos foi convidado para aplicar o processo de seleção, através do Caminho do Sim. Em 2013 foram 84 participantes, e em 2014, tivemos 131 jovens, com 14 selecionados em cada edição.
Saiba mais em detalhes sobre este processo de seleção.

Encontro de Empreendedorismo Social exibe filme “Quem se Importa”, de Mara Mourão

Val Rocha e Fernando Conte estiveram presentes em um encontro promovido pela Arymax e Ashoka, na segunda (20 de outubro), no Museu da Imagem e do Som de São Paulo. Estavam presentes umas 120 pessoas, entre executivos, empreendedores e jovens que se destacam em seu campo de atuação para uma noite dedicada ao Empreendedorismo Social. Jovens talentos Arymax Grupo formado pelo programa Jovens Talentos 2012/2013 da Fundação Arymax Foi exibido o filme “Quem se Importa?”, de Mara Mourão, seguido de um painel de discussão com empreendedores brasileiros destacados no filme, para que eles compartilhem seu conhecimento sobre o setor e experiências pessoais, como Vera Cordeiro, fundadora do Saúde Criança; Joaquim Melo, fundador do Banco Palmas; Eugênio Scannavino Netto, fundador do Saúde e Alegria, Dener Giovanini; fundador do RENCTAS. http://youtu.be/rwhMIEyoFJk O filme reúne histórias de homens e mulheres que têm como denominador comum a ação – tendo sempre como ponto de partida um incômodo grande com relação a determinada situação. Essas pessoas arregaçaram as mangas, pensaram em ações que pudessem reverter aquilo, geralmente a baixo custo e alto impacto, e executaram. Foram necessários 3 meses de pesquisas, 40 dias de filmagem, 12 meses de edição para que esta história pudesse ser contada através do depoimento de 18 líderes sociais. De acordo com a diretora, ela era uma cética que se transformou ouvindo e coletando as histórias e acabou se tornando ela mesma uma agente de mudança, não apenas fazendo o filme, que é o óbvio, mas criando um grupo de cuidado na sua vizinhança. “Uma das histórias que se passa no filme é um projeto em que uma mãe vai até a escola com o seu bebê e as crianças ajudam a cuidar e interagem com ele. Segundo os criadores do projeto essa prática ajuda a lidar com diversidade, pois a resolução de conflito e a convivência com o diferente é diretamente afetada pela nossa capacidade de se colocar no lugar do outro, e cuidar de alguém, se colocar no lugar de cuidador e não só de cuidado. Essa história me tocou muito e me fez cair uma ficha, sei que nosso filhos virem para o Elos é um ótimo arranjo para o Elos e para os pais, mas vejo que traz benefícios para todos. Ao ouvir esta história tenho um entendimento a mais sobre como a convivência entre adultos e crianças,  traz uma prática construtora de empatia, especialmente em um ambiente onde somos presenteados com desafios constantes de diversidade, como é o caso no Elos. Vi que conviver com elas fortalece a nossa Filosofia. Adorei saber disso”, revela Val Rocha. encontro Arymax Ashoka Após a exibição de “Quem Se Importa?”, conversa entre Marta Mourão e empreendedores que participam do filme Entre as falas dos participantes do filme, um grande conhecido nosso, Joaquim Melo, fundador do Banco Palmas, quando foi perguntado qual o conselho para quem quer se tornar um empreendedor, entre outras coisas importantes, disse: “Não se entristeça, não existe nada pior do que um líder triste”. A noite foi verdadeiramente inspiradora, e valeu conhecer tanta gente atuante e interessada no assunto.