HASCO – Encontros comunitários em Lynnwood

Em Lynnwood, no condado de Snohomish, WA, a HASCO continua seu esforço em combater a crise habitacional. Numa época, em que o mercado imobiliário está cada vez mais difícil, mais caro e mais inacessível, a parceria do Elos com a HASCO, contínua para apoiar na aprovação de um novo projeto habitacional em Lynnwood que oferece mais unidades de habitação subsidiadas para acolher uma crescente demanda de famílias de baixa renda. Pode ler mais sobre o começo do projeto aqui.

Após uma primeira etapa de diagnóstico, que inicialmente demonstrou que existiam várias preocupações e tensões rodeando esse projeto mas também várias formas de solucionar, o projeto continuou para a segunda etapa de mãos na massa! O trabalho consiste em aproximação e mapeamento de stakeholders, com um foco agora, nesta segunda etapa, na vizinhança direta dos empreendimentos, criando espaços seguros para o diálogo e a busca por soluções que contemplem as diferentes vozes do local.

Encontro Comunitário 

Tanto no encontro comunitário que aconteceu em Setembro como no encontro mais recente em Novembro, se juntaram representantes de organizações locais relacionadas com problemas habitacionais e serviços sociais, vizinhos dos edifícios de Pinewood e Timberglen, colaboradores da HASCO e moradores de Pinewood e Timberglen.

Foram encontros muito potentes, em que as pessoas que haviam participado nas audiências públicas e manifestaram preocupações e resistência, aceitaram o convite para participar neste encontro. Estavam muito engajadas nos diálogos, abertas para escutar e sensibilizadas com a causa da HASCO em contribuir para o acesso da comunidade do condado ao direito à moradia. Nesse encontro, a adesão e protagonismo dos moradores , se tornou mais aparente. Hannah Needleman, facilitadora do Instituto Elos, conta que desde o primeiro encontro com os vários stakeholders, já houve várias mudanças de opinião. Como por exemplo, uma vizinha que no início de Setembro estava contra a medida de rezoneamento de média para alta densidade, após os encontros, veio até perguntar porquê o projeto não contava com mais unidades! 

Utilizando a metodologia Elos, tanto nos encontros comunitários, criando espaços de diálogo, escuta e partilha, mas também na forma como a HASCO abordava o tema e se posicionava diante dos outros stakeholders, sentiu-se uma grande mudança na progressão do projeto. 

"Estamos todos tentando alcançar o mesmo objetivo. Podemos chegar lá sem derrubar todas as árvores, sem crianças dormindo em carros e ... sem crianças dormindo em prédios deteriorados com o teto apodrecendo e tubulações enferrujando. Todos nós podemos fazer melhor."
Sarah Max
Diretora de Internal Legal Affairs na HASCO

Vários participantes também frisaram a importância desses encontros acontecerem, e a importância de ter este espaço para partilhar ideias, dores e fazer perguntas para todas as pessoas impactadas pelo projeto, tanto moradores, vizinhança, como outros stakeholders envolvidos. 

O futuro

O projeto está entrando nas últimas fases de aprovação, sendo que no fim de Outubro houve uma audiência pública da Comissão de Planejamento Urbano de Lynnwood, que votou de forma unânime a recomendação do projeto para ao Conselho. Ainda em Novembro, se realizará a próxima audiência no Conselho Municipal

Acompanhe o desenrolar desse projeto no nosso blog e redes!

Plano de Território da Bonja – Encontros Comunitários das Agentes

Crédito: Marlon Laurencio

Na Bonja, em Porto Alegre, as agentes do Plano de Território continuam sonhando e construindo o seu bairro! 

Em Outubro, foram realizados mais dois dos seis encontros planejados até ao lançamento do Plano de Território. Dia 21 e 29 de Outubro, realizaram-se dois encontros importantes sobre diálogo e participação. Com esses encontros comunitários que estão sendo realizados, as agentes continuam aprendendo sobre as ferramentas necessárias para planejar o futuro, reconhecer todo o potencial da Bonja e buscar inspiração para pôr a mudança em ação, utilizando a metodologia Elos. 

O encontro de dia 21 de Outubro, foi um encontro dedicado às interações entre os grupos e ao levantamento das principais questões relacionadas à materialização das propostas, especialmente pensando na interação com as diferentes esferas do poder público, tendo em conta os cinco eixos temáticos de atuação das agentes: Meio Ambiente e Habitação, Mobilidade, Segurança, Equipamentos, Raça e Gênero. Esses encontros têm mostrado ser momentos cruciais para a continuação e sucesso do projeto, como conta uma das moradoras e agentes do plano: 

”Os encontros da comunidade com o Elos são momentos de conexão, conexão de pensamentos, de experiências e de muitos aprendizados. Com nossos encontros, aprendi a ser mais disposta a minhas metas e entendi o lugar onde vivo. Nos últimos encontros conseguimos passar todos os planos para o papel, assim a cada conversa e cada planejamento conseguimos dar um passo a mais para realizar os nossos desejos. Fico feliz em fazer parte dessa história, me sinto de missão cumprida.”
Cindielly Vargas,
18 anos
Crédito: Marlon Laurencio

O segundo encontro, caracterizado como Diálogo Elos, no dia 29 de Outubro, contou com a participação de  convidadas de diferentes setores e associações, que já participaram em experiências similares para inspirar e partilhar aprendizados dos seus próprios planos com o grupo de agentes da Bonja.

As falas inspiradoras foram:

Planos Populares de Ação Regional (Porto Alegre/RS) Clarice Oliveira, Professora da Faculdade de Arquitetura UFRGS e Copresidente IAB-RS 

Plano de Bairro Jardim Lapenna (São Paulo/SP) Carlos Carvalho/Dida (Presidente SOS Lapenna) e Vânia Silva (Analista de programas e projetos Fundação Tide Setúbal) 

Periferia Viva – Secretaria Nacional de Periferias/Ministério das Cidades (BrasÍlia/DF) Flávio Tavares (Coordenador-Geral de Articulação e Planejamento Secretaria Nacional de Periferias)

”Um aprendizado que ficou pra mim foi que a política é a voz do povo, se a gente entrar nesse intuito e mergulhar, levar mais dos nossos a entrarem nisso, nós conseguimos levar nossa palavra adiante e trazer resultados para aquilo que a gente busca. Mas agora fugindo dessa política… é assim que a gente fica mais longe de realizar nossos ideais, foi isso que eu entendi.”
Margareth Rodrigues,
65 anos

No dia 11 de Novembro, irá se realizar um outro encontro, focado na construção de comunidade, que abrange alguns temas muito importantes e poderosos com práticas voltadas ao fortalecimento de vínculos, construção de confiança e melhor comunicação entre as agentes. Fique atenta ao nosso blog para acompanhar o desenrolar desse projeto! Estamos apoiando na construção de um plano para a Bonja ser o melhor lugar que todas as pessoas sonham, e colocar em prática! 

O legado de protagonismo nesse território está vivo e presente! 

Quer saber mais sobre o Plano de Território da Bonja? Entre em contacto com nossa equipe de facilitação: 

  • Caio Fiuza: caio@institutoelos.org
  • Felipe Denz:  felipedenz@institutoelos.org
  • Rafaela Camerine: planodebairrobonja@institutoelos.org

Contexto do projeto

O Instituto Elos em parceria com o Instituto Lojas Renner apoia e fortalece desde 2018 o movimento que moradores do bairro de Bom Jesus vem fazendo cada dia mais, para o bairro ser um lugar de realização e isso nos impulsiona a trilhar esta jornada empreendedora e pulsante juntamente com a Bonja! 

Esse projeto do Plano de Território é uma iniciativa das pessoas que moram na Bonja que age como um guia estratégico, considerando aspectos sociais, econômicos, ambientais e culturais. Serve para orientar o desenvolvimento do bairro e apoiar na promoção da inclusão social, do acesso a serviços públicos de qualidade, da preservação do meio ambiente e da melhoria das condições de vida das pessoas que moram na Bonja. 

Oficinas de sensibilização social para lideranças corporativas

Screenshot 2023-10-17 at 17.04.01

Raízen, uma empresa integrada de bioenergia, procurou o Instituto Elos para uma parceria de sensibilização e formação social dos seus colaboradores. Essa iniciativa veio no âmbito de um programa de formação de lideranças da Raízen, Lider Lab, diante do propósito da empresa de “Redefinir o Futuro da Energia”, através de inovações em desenvolvimento local e energia renovável. 

A jornada foi, numa primeira fase, construída para o departamento de tecnologia com o objetivo de fortalecer o relacionamento entre os seus colaboradores através de ações sociais, contribuindo assim também para o desenvolvimento de competências chave de liderança do programa Lider Lab.

A proposta do Elos foi integralmente baseada na Filosofia Elos e suas metodologias, que nas suas 7 práticas: Olhar, Afeto, Sonho, Cuidado, Milagre, Celebração e Re-evolução, favorece a percepção de um contexto de abundância, através do reconhecimento e valorização dos talentos e recursos da rede, para construção de sonhos compartilhados. 

Usando a metodologia Elos e integrando as competências de liderança do programa Lider Lab, foi desenhado um programa pedagógico, através de ações em 3 organizações sociais em Piracicaba – Casa do Hip Hop, Centro de Reabilitação de Piracicaba, Casa do Amor Fraterno. O programa consiste de 4 módulos, sendo que três já foram realizados: 

Módulo 1 – O primeiro módulo foi uma introdução à Metodologia Elos e às oportunidades de desenvolvimento que cada módulo pode proporcionar, mostrando como cada aprendizado poderá ser aplicado num contexto empresarial. 

Módulo 2 – O objetivo do segundo módulo foi  ativar potências por meio do olhar apreciativo e valores compartilhados através de práticas das etapas do Olhar e Afeto. Foi uma oportunidade para aprender a olhar a abundância ao invés da  escassez  e a criarmos o afeto antes do julgamento como método para fortalecer vínculos de confiança. 

Módulo 3 – O terceiro módulo foi baseado na dimensão do pertencimento,  dando visibilidade ao propósito comum e,  a partir disso, cooperar e  co-criar  estratégias e soluções para a materialização das ações sociais, através das práticas do Sonho e Cuidado.

Módulo 4 – O último módulo, foi o do protagonismo, que teve como objetivo mobilizar as capacidades necessárias para materializar a mudança através do Milagre. Essa etapa teve como fundamento tirar as  ideias do papel e ir para a prática, colocar a mão na massa, semear resultados e realizar coisas que só são possíveis através do coletivo, cooperando para a realização do sonho comum. Após essa experiência que foi vivenciada nas instituições, seguimos pelo reconhecimento e celebração da conquista coletiva, através da Celebração e por último, evoluir na jornada, impulsionando a construção de novos sonhos ou projetos com a Re-evolução.

Através desses módulos e a colaboração com as três organizações, criamos espaço para uma experiência prática de educação e para concretização da transformação social dos colaboradores da Raízen. Passando por esses passos e essa transformação, os colaboradores são incentivados a aplicar os aprendizados dos módulos, no seu dia a dia, trabalhando assim para se tornarem líderes do novo paradigma de liderança. Um paradigma em que a liderança é centrada nas pessoas que cooperam, que são mais conscientes, que estão mais abertas e que impulsionam e reconhecem talentos. 

Fique atento ao nosso blog e às nossas redes sociais para descobrir mais sobre esse projeto!