Uma estreia Oasis no Reino Unido: em Newham não há nada que você não possa fazer

Por Mara Verduin
“Vocês sabem o que é comunidade. Isso me lembrou de quando as docas eram uma comunidade real. Estou sem palavras “, diz Mick, 91 anos, um dos cidadãos que participaram ativamente na realização de uma ação para a renovação da comunidade  Centro Comunitário Asta em Londres Newham, durante a Mão na Massa no primeiro  Oasis Training já realizado na Inglaterra.

Uma equipe de facilitação única e diversa coordenou o Oasis Training em colaboração com a empresa global de cosméticos naturais LUSH e com a ONG local  The Momentum Project. De 28 agosto a 2 setembro de 2012, um grupo diverso de funcionários e clientes da LUSH, moradores de Newham e participantes da formação, junto com os cidadãos de Silvertown e Woolwich Norte, realizaram um sonho comum da comunidade e transformaram completamente o Centro Comunitário Asta Centro sob a facilitação de Rodrigo Rubido Alonso (Brasil), Niels Koldewijn (Holanda) e Conchi (Espanha).
Silvertown & North Woolwich
Uma comunidade jovem, vibrante e dinâmica é o reflexo do altíssimo grau de diversidade – 65% dos moradores é de origem não britânica e 1/3 da população tem idade inferior a 20 anos.  O que se vê na região hoje é fruto do processo histórico do lugar que, no passado, foi reconhecido por abrigar uma economia florescente graças à presença das Docas Reais e das muitas indústrias ali instaladas, que atraíram grande número de imigrantes.  Durante o século XX, com a modernização de processos e posterior retirada das Docas da área, a redução de empregos contribuiu para a degradação do bairro.  (fonte: http://momentumproject.tumblr.com).
Um Oasis  sustentável
Este Oasis foi realizado como parte da política de responsabilidade social da LUSH e, por isso, o grupo de participantes deste Oasis Traning aceitou um desafio adicional: realizar o jogo Oasis mais sustentável até agora e respeitar o meio ambiente, tanto quanto possível. Divididos em diferentes equipes, os participantes tiveram cuidados como gestão de energia, reduzindo o lixo através da reutilização e reciclagem de maneiras mais criativas e cuidado  com a alimentação, orgânica e quase sempre vegana.

Sonho compartilhado: os exemplos positivos e oportunidades para os jovens
Em conversas com os cidadãos jovens e mais velhos da área, surgiu uma imagem clara dos sonhos da comunidade: “centro comunitário aberto todos os dias”, “um lugar para as crianças brincarem em segurança”, “pessoas da comunidade doando seu tempo para ensinar habilidades  às crianças “, “uma comunidade pacífica e que se preocupa “. Os sonhos das crianças também apresentaram uma mensagem clara: “nós não precisamos de um campo de futebol novo, queremos ter um treinador para dividir as equipes e nos treinar.”
De todos os sonhos que foram compartilhados na comunidade, a ideia de renovar a área ao redor do centro comunitário,  ligando assim os cidadãos de todas as idades com o espaço, surgiu naturalmente. Participantes da formação e membros da comunidade, entre 3 e 91 anos de idade, trabalharam por dois dias para transformar o quintal do centro comunitário. O que até então era um espaço escuro não utilizado foi transformado em uma bela e agradável área para a comunidade com bancos, cadeiras e mesas para apreciar o jardim, um palco com espelho, uma caixa de área para os pequenos montada em uma banheira velha. A grama alta deu lugar a um belo jardim cheio de ervas e plantas de pequeno porte, doadas por vários moradores e, por último, também foram construídos um maravilhoso forno de barro e uma churrasqueira de pedra.


Apesar de tudo isso, mais importante do que os resultados físicos é o que aconteceu socialmente. Pessoas que nunca tinham ouvido falar sobre o centro comunitário ou nunca haviam participado, apareceram e participaram da ação no fim de semana. Com muito entusiasmo, alguns comprometeram-se a doar um pouco do seu tempo compartilhando suas habilidades com as crianças da comunidade. Um dos jovens que cresceu no bairro e registrou a ação em vídeo, disse: “Eu cresci aqui e sei como é difícil sair da rua e não acabar na criminalidade. Esses jovens não têm muitos bons exemplos. Eu sou um exemplo de que é possível alcançar o que você sonha e, portanto, eu gostaria de doar uma noite por semana para ensinar estas crianças música e filmagem”.
E  as crianças? Além de participarem com entusiasmo na transformação física, iniciaram seu próprio projeto: sob a orientação da jovem Armina eles compuseram e apresentaram uma canção fabulosa sobre a vida em Newham: “Newham não há nada que você não pode fazer-ê”. De arrepiar! 

[youtube=http://www.youtube.com/watch?feature=player_embedded&v=lckg6hokKO4]
Na página do Facebook Oasis Newham, você encontra muitas impressões e depoimentos sobre como foi viver e participar do evento. Nas próximas semanas, o vídeo oficial da formação será lançado no youtube.
Experiências – Fonte: http://momentumproject.tumblr.com/
Tracy, líder comunitaria em Silvertown
“Dizem que não existe coesão nesta comunidade. Mas quando isso começou, a novidade se espalhou. Pessoas que nunca souberam que havia um centro comunitário estavam aqui e trouxeram  seus amigos. Vieram pessoas de outros bairros. Ver os sorrisos nos rostos de todos me deixou muito orgulhosa. Eu tenho andado por aíagradecendo a todos”.
Saci Lloyd, co-fundador do Projeto Momentum
“Eu não estou surpreso com o que aconteceu neste fim de semana. Newham é um lugar muito estimulante para se estar agora, com muita coisa boa acontecendo: os Jogos Olímpicos, a nova zona de empreendimentos verdes… é o bairro mais jovem, mais vibrante e que mais cresce em Londres. Mas eu nunca tinha visto tanto burburinho. Este fim de semana pareceu que a comunidade finalmente está acordando.”

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no google
Google+
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

DEIXE UM COMENTÁRIO

Categories

Arquivos