GSA10: Guerreiros Sem Armas 2017: uma visão de futuro

14/07/2017 | Ricardo Oliveros | Blog | Tags: Tags:,

“Qual futuro que queremos? Pense em algo muito precioso. Este é um excelente indicativo de onde podemos chegar. Neste momento da história  onde tudo está ruindo, devemos estar abert@s para tudo aquilo que se rejeitou no passado. Xamãs, capoeira, conhecimentos populares… Essas coisas que dizemos ser ‘coisas antigas’, digo que o mundo precisa destes conhecimentos, porque se vamos depender somente do que a ciência, a razão e a  tecnologia produziram, olha em que ponto chegamos”.  Charles Eisenstein

logo Gsa 2017

Os Guerreiros Sem Armas são aqueles que disseram sim para a jornada de fazer acontecer o mundo que todos sonhamos. Juntos, cultivamos a Filosofia Elos e as qualidades dos elementos terra, água, fogo, ar e nhanderekó para realizar o Jogo Oasis, que impulsiona o desenvolvimento pessoal e comunitário de uma forma onde geralmente se vê escassez, nós buscamos a abundância para realizar sonhos coletivos.

Nesta edição comemorativa de 10 edições do programa, queremos aprofundar nossa compreensão sobre as visões do mundo que todos sonhamos. Quais são as narrativas que podem nos orientar para um futuro desejável? Quais são as histórias que dão sentido à nossa jornada?

Na busca de uma visão de futuro, consideramos a sabedoria de povos indígenas e tradicionais, comunidades espirituais, intelectuais, cientistas de diversas áreas do conhecimento, artistas, lideranças comunitárias, e o que emerge autenticamente de nossos corações.

Algo fundamental para nossa atuação global é o profundo sentido de comunidade como resposta a maioria das grandes crises na vida hoje. Sabemos que isto não é uma resposta nova. Aliás, é preciso relembrar esta essência que está dentro de nós mesmos, desde sempre.

Esta jornada do Guerreir@ Sem Armas é um caminho de (re)descobertas de quem somos enquanto indivíduos e comunidade. Um convite para agir sobre o que é urgente e necessário fazer já.

LogosParceirosHorizontal

Guerreiros Sem Armas: saiba como fazer uma captação coletiva

20/03/2017 | Ricardo Oliveros | Blog | Tags: Tags:, , , , , ,

A segundo passo da jornada do Guerreiros Sem Armas é o Jogo da Abundância, processo de captação para a etapa presencial em Santos.  Convidamos o Lucas Harada (GSA 2014), e coordenador de Comunicação da Juntos.com.vc,  uma das maiores plataformas de financiamento coletivo do Brasil, para dar 5 dicas matadoras para você acertar na sua campanha. Elas também servem para quem está entrando em algum processo de captação coletiva.

captação 02

Vamos lá?

1 – Muito além do ato de pedir, convidar pessoas para doarem para a campanha é tornar possível para elas enxergarem e estarem mais próximas do mundo que sonhamos. Ou seja, não é um ato de pedir, mas sim dar a possibilidade para que pessoas conheçam/participem de algo que pode ser transformador nas vidas delas também!

2 – A cultura de doação no Brasil ainda tem muito o que caminhar, então as ações precisam ser muito mais ativas do que imaginamos, ou seja, você tem que dar as mãos e trazer cada pessoa para a campanha. Por isso, o convite precisa ser muito especial e pessoal, como um convite de aniversário, por exemplo. Se criar apenas um evento de Facebook, saiba que não são todos que vão, mas se você enviar uma mensagem convidando cada um dos seus amigos que realmente gostaria de ver na festa, com certeza é maior a chance dele ir, e caso não for, você vai saber qual foi o motivo.

3 – Inicie a campanha com a rede mais forte que você tem. Faça uma lista das pessoas mais próximas e se prepare para falar com todos logo na primeira semana da campanha. São eles que vão começar a mobilização, para que outras pessoas também comecem a acreditar que a campanha pode chegar no 100%.

4 – Use o seu talento. Pense em tudo que você faz de melhor e encontre meios de utilizar isso para mobilizar a campanha. Você pode usar sua experiência para fazer um workshop, para oferecer um jantar, uma troca de experiências e tudo mais que seus talentos e recursos permitirem.

5 – Faça um bom planejamento e acompanhe, se a sua ideia der certo, você precisa saber e continuar com a estratégia. Caso não funcionar, você aprendeu que precisa mudar e pensar em coisas novas. Planejando a campanha você conseguirá saber quais são os seus altos e baixos.

Preparad@s? Então, comece em 5…4…3….2….1 JÁ!

logos-com-guardioes

Guardiões da Transformação é nosso programa de doação recorrente. Colabore você também