Depois de 10 anos, GSA está vivo em Dimas Reis

“Quando fiz o Guerreiros Sem Armas, isso já faz 10 anos, percebi que de fato eu podia afetar a vida das pessoas.  O GSA me trouxe a perspectiva de poder criar ambientes que propiciam que as pessoas sejam a essência delas, que manifestem seus sonhos visivelmente. Eu tenho a certeza de que eu estou apto e capaz para criar ambiências, de costurar relações, que servem para um bem-estar maior, para o bem-estar das pessoas das nossas comunidades”. Dimas Reis (GSA2009).

Cena do documentário “Visionários da Quebrada” do coletivo do mesmo nome

Dimas toca vários projetos hoje em dia. Ele disponibiliza seu tempo para facilitar pessoas e empresas que tem o desejo da sair do sonho para a ação de forma coletiva. Em outro, ele assume o papel do cuidado através da cura, onde uso a massagem possibilita criar ambientes internos nas pessoas a partir de terapias.

O Preto Império é um co-working que pretende ter um espaço gastronômico, espaço maker, um escritório coletivo, um lugar de aprendizado, de terapia, de cultura, com os princípios de permacultura transpassando todas estas áreas.  O pessoal  está no processo de tornar este projeto efetivo em sua totalidade.

“Trago comigo do GSA o treino de sentir, pensar, sonhar, planejar e realizar. Isso se firmou em mim e contribui para eu não esmorecer e não duvidar da possibilidade de tornar os sonhos coletivos em algo real”.

Quer fazer parte do Guerreiros Sem Armas? Informações e inscrições aqui: GSA2019

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no google
Google+
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

DEIXE UM COMENTÁRIO

Categories

Arquivos