Por um projeto de vida

Por Val Rocha
Receber os amigos é sempre gostoso… Foi num clima muito acolhedor que Mariana Felippe e eu recebemos o Edgard Gouveia Jr*, para conversar sobre o “Game”, saber mais detalhes sobre esse projeto apaixonante e compartilhar aqui.
Se você acompanha as notícias do Elos, sabe que o Edgard esteve em um sabático que o levou aos quatro cantos do mundo, passando por Camboja, Nova Zelândia, Estados Unidos e alguns países da Europa. A viagem começou como uma busca de crescimento pessoal, dissociada do trabalho… Mas aos poucos, como nos conta Edgard, algumas idéias foram ganhando espaço e à medida que ele foi encontrando pessoas e se deparando com as suas perguntas, o “Game” foi ganhando contornos de projeto de vida.

Nada acontece por acaso…

E não foi por acaso que o Edgard encontrou na viagem pessoas que ultrapassaram a barreira da sua discrição (no início, ele resolver apresentar-se apenas como arquiteto) para descobrir quem ele realmente era e o que fazia no Brasil. Como uma coisa leva a outra, ele se viu muitas vezes conversando sobre idéias e projetos para mudar o mundo… rápido!
Ramón Gil foi uma dessas pessoas. Um catalizador que, ao ouvir os devaneios sobre como realizar esse desafio, respondeu, com pureza d’alma que comoveu o Edgard: você pode contar comigo, estamos juntos. Para este oferecimento tão singelo e poderoso, a única resposta possível foi a ação. De Ramón também vieram questionamentos e sugestões, como a de que o jogo precisava ser uma “Jornada do Herói”, onde a transformação começa dentro de cada um.
Essa é, de uma forma muito simplista, a gênese do projeto que, por enquanto, é conhecido apenas como “Game”: Um jogo global que vai mobilizar 2 bilhões de pessoas nos próximos 5 anos.
“O que aconteceria se tivéssemos só 5 anos para mudar o mundo?”
Ouvindo Edgard falar, é possível compreender como aos poucos foi se delineando, de forma muito orgânica, uma rede descentralizada de pessoas movidas por seus sonhos, para resolver a equação impossível.
Que qualidades seriam necessárias para atender às necessidades expressas nessa equação:

  1. Tem que acontecer de forma pacífica;
  2. Precisa mobilizar muitas pessoas – 2 bilhões, lembra?;
  3. O resultado precisa ser muito eficiente e rápido.

Com essa pergunta na cabeça e o pé na estrada, o sabático de Edgard transformou-se em uma jornada de aprendizado e de conceber com o saber coletivo e global, uma estratégia. A resposta encontrada até que foi simples diante do desafio da pergunta: um jogo… e não podia ser diferente!
O resultado esperado é mobilizar 2 bilhões de pessoas para colocar a mão na massa, com uma mudança de hábitos, percepção e atitude, que se reflitam diretamente na forma como nos relacionamos uns com os outros e com o nosso planeta. A visão desse resultado é um mundo onde pessoas plantam florestas, resgatam corais, limpam rios, produzem seu próprio alimento.
Para tornar esse sonho real, Edgard conta com um time de peso, que foi se construindo ao longo de seu caminho. Conheça as pessoas que fazem parte dessa história aqui!
A idéia do jogo já está lançada
O lançamento global do jogo será 21 de dezembro de 2012, dia que, segundo a profecia Maia, marcaria o fim do mundo. O pré-lançamento acontecerá em outra data icônica, em um Game camp durante a conferência Rio +20.
O piloto do jogo contece entre novembro de 2011 e fevereiro de 2012, em uma escola Waldorf dos Estados Unidos. Um grupo de 300 a 1.000 crianças irá jogar, participando das 7 etapas do jogo, desde conectar-se online, criar sua página até reunir um time, criar estratégias para atender aos desafios do jogo e implementá-las.
Para quem é o jogo?
A estratégia é que este seja um jogo para todo mundo jogar, mas liderado por crianças e jovens, por sua disponibilidade e disposição para participar e contagiar outras pessoas!
Agora é esperar… será que você vai conseguir ficar de fora dessa?
*Edgard Gouveia Jr é co-fundador do Instituto Elos, e um dos criadores do Jogo Oasis. Experiente facilitador de jogos cooperativos e danças circulares, palestrante do TEDx Amazônia, fellow Ashoka desde 2006… e muito mais.

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no google
Google+
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

DEIXE UM COMENTÁRIO

Categories

Arquivos