PROCURA-SE JOVEM TRANSFORMADOR

Por Leo Duarte
História #1
Eu me lembro muito bem do momento em que eu sabia que minha vida nunca mais seria a mesma. Era o 3º ano do colégio. Todos meus amigos se fechavam dentro das quatro paredes da sala de aula e todos os dias eram vividos para um único objetivo: passar no vestibular. Esses dias eram um pouco confusos pra mim. Verdade seja dita, eu sequer entendia muito bem o que era o vestibular e sabia muito menos o que queria fazer para o resto da minha vida.
Dessa dúvida eu percebi que poderia fazer algo. Decidi então fazer um filme contando o dia a dia dessa preparação. Esse vídeo era um presente para meus amigos e colegas. Uma lembrança e celebração do nosso último ano de escola.
No final do ano, eu, um moleque de 17 anos que nunca tinha colocado as mãos em uma filmadora antes, tinha ali na minha frente uma audiência esperando para ver o meu filme. Quem diria que até hoje, 8 anos depois, um ou outro daquela turma ainda iria falar daquele filme ao me encontrar na rua.
Daí para frente vieram anos de dedicação a transformação social, seja em projetos ambientais, de mobilização comunitária ou empreendedorismo e educação.
História #2
No final do ano passado, um grupo de quatro jovens decidiu seguir um novo caminho. Largaram seus empregos tradicionais e foram seguir um sonho. De uma conversa de bar sobre a Copa do Mundo de 2014 no Brasil, eles sentiram que existe um clima pessimista: “Se as coisas estão desse jeito agora, imagina na Copa!” Foi dessa conversa que decidiram gerar um movimento para mudar esse cenário.
O Imagina na Copa surgiu como uma força tarefa para promover e facilitar a atuação de jovens em iniciativas transformadoras por todo o Brasil. Eles fazem isso gravando vídeos com jovens contando sua história pessoal e sobre os projetos que desenvolvem nas suas comunidades. Até agora, já foram 9 histórias inspiradoras e até Copa serão 75 – uma a cada semana.
História #1+2
Conforme os anos, passaram eu encontrei meu caminho no Oasis. Desde a minha formação no Guerreiros Sem Armas em 2011, foram mais de 10 entre São Paulo e Minas Gerais. Eu tenho pra mim que foi principalmente por causa do Oasis que muitas pessoas passaram a me procurar querendo se engajar em iniciativas de transformação. Foi quando eu descobri o poder da rede. Juntos podemos mais! A cada Oasis, mais voluntários participavam e mais comunidades eram impactadas. Uma experiência simplesmente espetacular!
E a rede mais uma vez se manifestou. Quando o pessoal do Imagina na Copa postou na sua página: “Procura-se jovem transformador em Belo Horizonte”, eles chegaram no meu nome. E foi desse encontro que veio a inspiração para escrever esse texto.
Se tem uma coisa que eu aprendi, é que cada pessoa tem o seu talento. Não adianta achar que só porque o meu é fazer Oasis, que você também tem que fazer. O talento do pessoal do Imagina na Copa é contar histórias inspiradoras, por exemplo.
Fica aqui o presente que eles deram a todos nós do movimento Oasis e o convite para que você descubra o seu talento e comece a dar os passos na realização de ações inspiradoras com ele!
Inspire-se você também!

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no google
Google+
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

DEIXE UM COMENTÁRIO

Categories

Arquivos