Um Só Coração… Esse é apenas o início

O dia da inauguração da padaria comunitária amanheceu chuvoso. Logo cedo uma doação de plantas para o jardim, prometia fazer o quintal ainda mais bonito, mas ao mesmo tempo demandava um grande trabalho para fazer tudo ficar pronto nas próximas 8 horas. O pequeno mutirão começou e a ajuda chegou de diversos lados. No quintal, Christina Gerodetti, voluntária do Aramitan e estudando do Yip na Suécia, e David, pequeno morador do Paquetá, experiente em ações no bairro já que esteve presente nas ações do Guerreiros Sem Armas no bairro em 2007, carregavam entulho, espalhavam areia, preparavam canteiros, retiravam o lixo. No interior do prédio equipes diversas se revezaram entre instalar equipamentos de segurança, finalizar acabamentos, organizar equipamentos e limpar… Enquanto isso na ACC um movimento frenético na finalização das comidas e bebidas que abasteceriam a celebração tão aguardada.
Um sem número de crianças se juntou ao grupo que se apertava dentro da padaria. Copos lavados, cortinas penduradas, lâmpadas de segurança devidamente instaladas… Os convidados começaram a chegar. Waldir Ramalho da Petrobrás, acompanhado por Daniela Daniele logo entraram em uma conversa animada com a Débora da ACMD, e começaram e ter idéias para incrementar ainda mais as atividades da padaria. As representantes da ONG moradida e cidadania eram um sorriso só, e não se assustaram diante da chuva. O HSBC estava representado por Lia Cassettari, que não hesitou e colocou a mão na massa ajudando na cozinha e pajeando as crianças. Fausto Figueira, Célio Nori, Elza Correia, Natasha Gabriel, André Mafra… Muitos nomes, muitos sorrisos, muita felicidade, enchiam o ambiente. Quando as mulheres chegaram trazendo os pãezinhos de batata, o bolo de laranja e as esfihas, o momento foi de emoção, não apenas para os que estavam esperando, mas para elas, que viam pela primeira vez a padaria toda arrumadinha, com os equipamentos no lugar. A emoção de todas pode ser resumida e expressa pelo sorriso orgulhoso de Elisângela cortando e servindo o primeiro bolo da produção da padaria e pelas lágrimas da Vera que acompanharam suas palavras inspiradoras: “Esperei a vida inteira por uma oportunidade assim, achei que chegaria quando eu era jovem… Chegou agora, e não vou agarrar com todas as minhas forças!”

De fato, dentro da casa iluminada, depois de ouvir os agradecimentos da Samara e do Igor na cerimônia de abertura, era palpável o sentimento de satisfação. Enquanto os meninos do grupo de street dance se apresentavam diante de uma platéia admirada, era quase possível ouvir o bater uníssono de muitos corações e um só desejo de cada vez mais sucesso para essa padaria, para essa comunidade. Nunca um nome foi tão apropriado: Um Só Coração.
No dia seguinte, ainda viva a lembrança carinhosa da celebração, uma clareza desafiadora: isso foi só o começo. A Padaria Comunitária Um Só Coração veio para ficar.

luminárias cheias de charme
Feitas pelo Leo Menezes, as luminárias de caixa de ovos deram uma bossa especial para a Padaria

Projeto de André Mafra, o balcão de atendimento confere beleza e funcionalidade à entrada da padaria
Projeto de André Mafra, o balcão de atendimento confere beleza e funcionalidade à entrada da padaria

 
Uma referência local, outra riqueza do Paquetá
Uma referência local, outra riqueza do Paquetá

Uma placa de agradecimento dá as boas vindas aos visitantes
Uma placa de agradecimento dá as boas vindas aos visitantes

Na cozinha o forno é a grande - e bota grande nisso - estrela
Na cozinha o forno é a grande - e bota grande nisso - estrela

As duas parceiras de peso são responsáveis por bater a massa e modelar os pães
As duas parceiras de peso são responsáveis por bater a massa e modelar os pãesAlgumas das pessoas que fizeram esse sonho possível

Uma comissão de frente, emocionada, agradeceu aos presentes
Uma comissão de frente, emocionada, agradeceu aos presentes

A chuva não atrapalhou
A chuva não atrapalhou

Coube todo mundo, nesse coração realmente, tem sempre espaço para mais um.
Coube todo mundo, nesse coração realmente, tem sempre espaço para mais um.

A Verá não saiu da cozinha, e nós todos nos deliciamos com os sucos
A Verá não saiu da cozinha, e nós todos nos deliciamos com os sucos

Elisângela serviu o bolo de laranja... estava uma delícia!
Elisângela serviu o bolo de laranja... estava uma delícia!

No ambiente acolhedor, várias conversas de corredor, o clima era de celebração
No ambiente acolhedor, várias conversas de corredor, o clima era de celebração

Os meninos, lteralmente, deram um show!
Os meninos, lteralmente, deram um show!

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no google
Google+
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

DEIXE UM COMENTÁRIO

Categories

Arquivos