Encontro com Kaká Werá parte 3: servir às outras pessoas e a covid-19

Guerreiras e guerreiros sem armas marcaram um encontro muito especial com Kaká Werá em abril, e o Tulio Notini (gsa2015) fez um relato sobre os temas tratados em relação a covid-19 e que vamos separar em 3 partes:

Parte 1 Mãe Terra
Parte 2: Autocuidado
Parte 3: Servir às outras pessoas

Esta ação é uma chave de ouro para o momento. Ela representa a possibilidade de sair de um padrão vibratório de estagnação. Servir nos eleva para um padrão vibratório mais alto.
Como servir nesse momento? Momento oportuno para ver quais habilidades que eu domino.

Que eu tenho em mim que eu faço com os pés nas costas? Como posso oferecer para quem precisa delas? Coisas simples para você podem servir para duas, quatro, dez pessoas. Por exemplo habilidade de comunicação, de operação tecnológica, de articulação, de meditação, de aconselhar pessoas, de estimular pessoas.

É o momento de elencar quais habilidades que eu tenho agora de sobra para oferecer virtualmente para quem precisa e se colocar a serviço.
Muitas vezes você não poderá se colocar a serviço de forma efetiva no mundo físico, e sim de forma mais subjetiva. Mas também são de grande valia. Visualizar coisas boas. Meditar. Orar. Cantar.

Ronaldo Crispim (gsa2015)

Nesse momento, aquilo que é subjetivo, de natureza subjetiva, é uma virtude potencialmente poderosa para atravessarmos esse momento.
Poesia. Minha habilidade é fazer poesia. Vou fazer poesia e postar no Instagram. Oferecer danças sagradas.

Reúna suas habilidades e coloque a serviço. Isso vai aumentar o sistema imunológico do coletivo. Lembrando que o que acontece no coletivo, acontece a nós. Olhar os teus dons e disponibilizar para sua rede. Para uma, duas, dez pessoas.

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no google
Google+
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

DEIXE UM COMENTÁRIO

Categories

Arquivos